PUBLICIDADE

Consumidor reduziu compras, mas perspectiva agora é de aumento


PUBLICIDADE

22/09/2011 14h40

Consumidor reduziu compras, mas perspectiva agora é de aumento

Marta Ferreira


 O campo-grandense pisou no freio em relação ao consumo neste mês, segundo o Índice de Consumo das Famílias, divulgado hoje pela Confedação Nacional do Comércio, Bens, Serviços e Turismo.

O índice caiu 2,6% caiu neste mês em Campo Grande comparado a agosto. A maior retração, de 9,5%, foi no nível de consumo atual.

Apesar dessa queda, ao falar das expectativas dos consumidores, os dados são positivos. A perspectiva de consumo aumentou 25,2%. O dado é considerado pelo setor uma referência importante para os meses posteriores.

“É um indicativo de que, embora o consumidor esteja mais comedido no momento as vendas de fim de ano devem ser bem sucedidas”, avalia o presidente da Fecomércio (Federação do Comércio de Bens Serviços e Turismo de Mato Grosso do Sul), Edison Ferreira de Araújo.

Em agosto, por exemplo, a perspectiva de consumo havia caído 3,6% e o ICF de setembro confirmou a queda.

Na consulta deste mês, mais de 60,1% disseram acreditar que o consumo de suas famílias e da população em geral tende a crescer. Também foi alta a avaliação do momento para a compra de bens duráveis (como carro, eletrodomésticos, TV) e 59,3% disseram achar que é um bom momento.





PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Imobiliaria12
PUBLICIDADE