PUBLICIDADE

Governador conhece projeto do Instituto Unibanco de incentivo à educação


PUBLICIDADE
  • mell280

27/01/2011 19h44

Governador conhece projeto do Instituto Unibanco de incentivo à educação

Governador conhece projeto do Instituto Unibanco de incentivo à educação

Gizele Cruz de Oliveira


O governo do Estado e o Instituto Unibanco vão elaborar proposta que pode trazer para Mato Grosso do Sul projetos que a organização desenvolve na área da educação, com foco em combater a evasão, melhorar o desempenho e preparar o aluno do ensino médio para enfrentar o mercado de trabalho. A superintendente executiva do Instituto, Wanda Engel, foi recebida em audiência hoje (27) pelo governador André Puccinelli, acompanhada das secretárias estaduais Nilene Badeca da Costa (Educação) e Tânia Mara Garib (Trabalho e Assistência Social).

Depois de receber informações sobre os projetos Jovem de Futuro e Entre Jovens, o governador pediu que seja elaborada uma proposta para Mato Grosso do Sul. A possível parceria voltará a ser discutida e detalhada entre a superintendente Wanda Engel e a Secretaria de Estado de Educação (SED). A secretária Nilene Badeca acredita que os projetos do Instituto vêm ao encontro de uma meta importante da Educação estadual para este ano, de aperfeiçoar o monitoramento.

Já desenvolvido em locais como Rio de Janeiro, Espírito Santo, Brasília, Campinas (SP), Juiz de Fora (MG), Belo Horizonte (MG) e Porto Alegre, as iniciativas educacionais da ONG vêm mostrado resultados concretos, segundo Wanda Engel, quando se avalia os estudantes participantes. 

“São projetos que tentam enfrentar um grande desafio do País, que é fazer com que a nossa juventude tenha acesso, permaneça e conclua o Ensino Médio. Nós estamos vivendo hoje, no Brasil e no mundo, uma fase de desenvolvimento, da sociedade do conhecimento, onde ou você tem onze anos de escolaridade para ter alguma chance de entrar no mercado de trabalho, ou você não tem e vai para o limbo, do subemprego, desemprego, ou emprego marginal”, resume Wanda Engel. “Sabemos que esse é também um desafio do Governo de Mao Grosso do Sul. O governador tem consciência que muito já foi feito no Ensino Fundamental e que é a hora e a vez do Ensino Médio”, completou, após o encontro com Puccinelli.

O “Jovem de Futuro” reúne ações, métodos e tecnologias que proporcionam às escolas de Ensino Médio um modelo de gestão abrangente e participativo, focado em resultados. A base é a capacitação de um grupo de gestão, formado por integrantes da própria comunidade escolar, para a criação de um Plano de Melhoria de Qualidade que é implementado ao longo de três anos com apoio técnico e financeiro do Instituto.

Cada escola define sua própria matriz de planejamento, identificando carências e necessidades lado a lado com os parâmetros de qualidade que pretende alcançar em cada aspecto da vida escolar – como notas médias, perfil dos professores, rotinas administrativas, instalações físicas.





PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE