PUBLICIDADE

REVOLUÇÃO DERRUBA MUBARAK


PUBLICIDADE
  • mell280

13/02/2011 10h25

REVOLUÇÃO DERRUBA MUBARAK

REVOLUÇÃO DERRUBA MUBARAK

O estadão


SÃO PAULO - O ditador egípcio, Hosni Mubarak, renunciou nesta sexta-feira, 11, ao cargo após 30 anos no poder. Ele sucumbiu a 18 dias de maciços protestos populares, desencadeados por uma onda de insatisfação com a economia e a corrupção, e inspiradas pela Revolução de Jasmin, que derrubou o ditador da Tunísia Zine Ben Ali. O Conselho Supremo do Exército, sob comando o ministro da Defesa Mohammed Hussein Tantawi, de 79 anos, liderará o país durante a transição para a democracia.

Veja também:
especialInfográfico: A lenta agonia de Hosni Mubarak
blog Cronologia: O dia a dia da crise egípcia
video TV Estadão:  Alegria nas ruas do Cairo
blogArquivo: A Era Mubarak nas páginas do Estado
lista Perfil: 30 anos de um ditador no poder

A renúncia foi anunciada pelo vice Omar Suleiman.  "Diante das difíceis circunstâncias que o país está atravessando, o presidente Hosni Mubarak decidiu deixar a presidência da República. Os assuntos de Estado serão dirigidos pelo Conselho das Forças Armadas", disse Suleiman na TV estatal.

Êxtase. Após o anúncio,  milhares, senão milhões, de pessoas explodiram em êxtase e alegria nas ruas do país. "O Egito está livre! O Egito está livre!", gritaram.  No Twitter, o executivo do Google Wael Ghonim, que se tornou herói dos protestos após passar 12 dias presos, parabenizou o povo egípcio . "Bem-vindo de volta, Egito".

Em entrevista à CNN, Ghonim deu um recado vigoroso ao governo. "Estou orgulhoso de ser egípcio, do Egito e de seu povo. Parabéns a todos egípcios. A Hosni Mubarak, Omar Suleiman e todas pessoas que acreditam que estar no poder dá direito a oprimir o povo: No final das contas, nós temos escolha. Acabou para vocês", disse . "Somos mais fortes do que todos vocês. "





PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE