PUBLICIDADE

Internos de presídio de Corumbá confeccionam fantasias para escola de samba


PUBLICIDADE

17/02/2011 16h24

Internos de presídio de Corumbá confeccionam fantasias para escola de samba

Internos de presídio de Corumbá confeccionam fantasias para escola de samba

Bianca de Freitas Caruso


Campo Grande (MS) – A escola de samba Império do Morro, da cidade de Corumbá, terá este ano uma ala com 120 peças confeccionadas por internos do Estabelecimento Penal do município (EPC). As fantasias da ala denominada “Os Maias” já foram entregues, e prometem não só contribuir para o quesito alegoria no carnaval do grupo especial, mas principalmente dar um novo rumo para quem está prestes a sair do regime fechado e garantir uma profissão.

A confecção das fantasias foi realizada por internos do presídio de Corumbá que participaram de um curso de capacitação em costura, realizado em parceria com uma empresa de confecção da cidade. Esta iniciativa já qualificou 15 presos que desde o mês de novembro que estão aprendendo diversas técnicas, além de manusear máquinas de costura. “No mês de janeiro eles fizeram essas fantasias que são conhecidas como palas. Utilizaram as técnicas de colagem de pedrarias nas peças que também foram também revestidas de tule. Eles utilizaram também as maquinas de corte e de overlock”, explicou Tânia Maria Aguiar, proprietária da empresa de confecção.

Para chegar à produção final, as peças foram desenhadas pelo carnavalesco da escola de samba e segundo o diretor da Ala “Os Maias”, foi reproduzida fielmente ao que foi proposto. “Eles trabalharam muito bem e atenderam minha expectativa. Comprei o material em São Paulo e tudo foi muito bem aproveitado. As pessoas olham as fantasias e já estão comentando de como ficaram bonitas”, elogiou Walber Pierre Messias.

Para o diretor da ala esta parceria não deve parar apenas na produção das fantasias. “Posso dizer que essa produção para o carnaval me deixou tranqüilo em todo o momento e com certeza há a possibilidade de repetir esta parceria ano que vem. Já até pensei: por que não começarem a produzir também esculturas para carros alegóricos?”, comentou.





PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Imobiliaria12
PUBLICIDADE