PUBLICIDADE

Implantação do IG para a Linguiça de Maracaju é tema de reunião


PUBLICIDADE

09/06/2011 13h00

Implantação do IG para a Linguiça de Maracaju é tema de reunião

Da Assessoria/VS


 A Associação dos Produtores da Tradicional Linguiça de Maracaju realizou reunião no município para tratar de assuntos referentes a implantação do selo IG (Identidade Geográfica), do Ministério da Agricultura. O selo confere ao produto ou serviço de uma identidade própria, fortalecido por um registro do nome geográfico que, utilizado junto ao produto estabelece uma ligação entre as suas características e a sua origem, história, criando um diferencial entre aquela iguaria e os demais disponíveis no mercado.

Os presentes na reunião puderam ouvir as declarações do representante da Superintendência Federal de Agricultura do Mato Grosso do Sul, o médico veterinário, Márcio Alexandre Diório Menegazzo, responsável pela mobilização no Mato Grosso do Sul para implantação do IG em produtos que tenha interesse na identificação. Participaram da reunião representantes do governo e produtores da iguaria, além dos vereadores.

A Associação dos Produtores da Tradicional Linguiça de Maracaju, através do presidente, explanou os objetivos da associação, como ela surgiu e qual o principal papel de cada representante presente na reunião para a consolidação do selo na lingüiça.

Depois de apresentar os membros da associação um relato do que a associação já realizou no andamento do processo de implantação do IG, o presidente apresentou a logomarca da associação, que deve estampar os produtos certificados e normatizados pela inspeção.

Logo depois, o representante da Superintendência, Marcio Menegazzo, explicou para o público presente o que é o IG. O técnico ainda expôs as etapas a serem realizadas para consolidar, através da associação, o pedido junto ao Ministério da Agricultura e ao Inpi (Instituto Nacional de Propriedade Industrial). “Este é o órgão responsável pela aprovação de marcas”, disse.

Menegazzo sugeriu que cada instituições presente na reunião indicasse dois nomes para fazer parte de um Comitê Gestor, destinado a dar aporte a Associação na obtenção do selo. Todos os representantes responderam de forma positiva a solicitação do superintendente.

“Este Comitê Gestor cumprirá sua função até o reconhecimento da Indicação Geográfica, que será uma espécie de indicação de procedência da Linguiça de Maracaju. Durante o processo de construção do dossiê para o reconhecimento da IG será instituído o Conselho Regulador, que terá a finalidade de zelar pela IG após seu reconhecimento pelo Inpi”, explicou Menegazzo.

O prefeito Celso Vargas falou da disposição de sua administração em instaurar o selo para a lingüiça de Maracaju, como forma de fortalecer a legitimidade do produto oferecido pelo município para o Brasil e o mundo.

“Temos um compromisso com a implantação desse selo a fim de fortalecer o comercio, a identidade e a idoneidade do produto. Além de combater a produção desqualificada da linguiça”, disse Celso.

O técnico do Ministério da Agricultura também deixou claro que após conseguir a identificação geográfica o Comitê é destituído e a associação montará um Conselho Regulamentador para acompanhar todo o processo pós registro.

Estiveram presentes na reunião representantes da Associação dos Produtores da Tradicional Linguiça de Maracaju , Associação Empresarial de Maracaju, Sindicato Rural, Prefeitura Municipal, Câmara Municipal , Rotary Club, União Municipal das Associações de Bairros de Maracaju e Superintendência de Agricultura do Mato Grosso do Sul.





PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Imobiliaria12
PUBLICIDADE