PUBLICIDADE

Brasil vira sobre os EUA e avança às semis


PUBLICIDADE
  • mell280

07/07/2011 11h39

Brasil vira sobre os EUA e avança às semis

IG


 A seleção brasileira masculina de vôlei, que luta pelo décimo título na Liga Mundial, teve que virar mais um jogo para conseguir sua segunda vitória na fase final da competição. Depois de perder o primeiro set de maneira incontestável, a equipe do técnico Bernardinho reagiu e venceu os Estados Unidos por 3 sets a 1, com parciais de 15/25, 25/22, 25/22 e 25/15, na cidade de Gdansk, na Polônia. O triunfo classificou o Brasil para as semifinais da competição.

O grande destaque do jogo foi o ponta e capitão Giba, com 21 pontos. Também pelo Brasil, que manteve o time que foi modificado no primeiro jogo (Bruno, Sidão, Giba e Théo começaram como titulares), Murilo contribuiu com 13, enquanto Lucão e Théo marcaram 11 cada. Do lado norte-americano, Matthew Anderson deixou 16, e Clayton Stanley, que acabou com a seleção brasileira na final das Olimpíadas de Pequim, saiu de quadra com 15 pontos anotados.

Com o resultado, a seleção brasileira continua em segundo no grupo F, já que a Rússia bateu Cuba por 3 sets a 0 na primeira partida do dia e foi a seis pontos, contra cinco da equipe de Bernardinho (a vitória contra Cuba foi no tie break, o que deu apenas dois pontos ao Brasil). No entanto, o time verde e amarelo já está classificado para a semifinal, já que EUA e Cuba não podem mais alcançar cinco pontos.

O Brasil ainda cumpre tabela nesta sexta-feira, às 8h30 (horário de Brasília) contra a Rússia, para definir quem terminará como líder do grupo F. Na outra chave, os possíveis adversários na semi são Argentina, Polônia, Bulgária ou Itália.

O jogo

A partida começou equilibrada, com troca de pontos até o primeiro tempo técnico, com 8 a 7 para os Estados Unidos. Na sequência, depois de um erro de arbitragem em uma bola que desviou em Lee e o juíz deu ponto aos norte-americanos, os brasileiros se perderam em quadra. Os Estados Unidos dispararam e chegaram à segunda parada com 16 a 11 no marcador. Com um ataque de Stanley e um ace de Anderson, a vantagem passou para 21 a 12. O set point veio em um erro de armação de Bruno com Sidão pelo meio e um bloqueio. Logo os norte-americanos fecharam em 25 a 15.

O Brasil voltou mais concentrado no bloqueio na segunda parcial e com dois pontos no fundamento e mais uma bola no meio de Lucão, abriu 7 a 1 (8 a 2 no tempo técnico). Os Estados Unidos acertaram uma boa sequência de três pontos e com mais um ace, agora de Stanley, encostaram em 9 a 7. O empate veio em 12 a 12, no contra-ataque. Brasil ainda abriu dois pontos de novo, mas com a conclusão de Stanley em um belo rali e outro ace do atacante, os EUA empataram de novo em 18 a 18. A seleção voltou a abrir com ace de Sidão e erro adversário, fazendo 22 a 19. O time se manteve a frente e empatou a partida com 25 a 22 na parcial.

No terceiro set, o jogo seguiu empatado até 4 a 4, quando o Brasil aplicou uma sequência e fez 7 a 4. Mais uma vez a seleção se desconcentrou após um erro e os EUA fizeram três pontos e deixaram tudo igual em 11 a 11. Os times se alternaram na liderança, mas o Brasil começou a reagir com um bloqueio simples de Bruninho, no empate em 18 a 18. Depois, com bom momento de Giba no ataque, a seleção fez 23 a 21. E Lucão subiu na rede e, no bloqueio, liquidou o set em 25 a 22.

Mais uma vez o Brasil saiu na frente. No quarto set, com vários erros norte-americanos, a seleção marcou quatro pontos e abriu 9 a 4. Os norte-americanos desencalharam no bloqueio para cima de Giba. Porém, eles seguiram comentendo erros e viram o Brasil se distanciar e chegar a 16 a 8 com mais um bloqueio, agora pelo meio. O time de Bernardinho seguiu dominando a parcial e fechou com facilidade, em 25 a 15, devolvendo o placar da primeira parcial.





PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE