PUBLICIDADE

Corinthians entrega garantias financeiras


PUBLICIDADE

12/07/2011 11h50

Corinthians entrega garantias financeiras

LUIZ ANTÔNIO PRÓSPERI e PAULO FAVERO


 Uma comitiva do Corinthians foi nesta segunda ao Rio, na sede do Comitê Organizador Local (COL)/Fifa, para entregar a tão esperada garantia financeira da construção do estádio do clube em Itaquera. O grupo foi recebido por Ricardo Trade (coordenador de operações) e Fábio Starling (gerente-geral de relacionamento entre a Fifa e as cidades-sede), do COL, e Fulvio Dantas, representante da Fifa no Brasil.

Do lado da sede paulista estavam Luís Paulo Rosenberg, diretor de marketing do Timão, Emanuel Fernandes, secretário de Planejamento e Desenvolvimento Regional de São Paulo e membro do Comitê Paulista, Gilmar Tadeu Ribeiro Alves, da Especial de Articulação da Copa, e Raquel Verdenacci, coordenadora da secretaria executiva do Comitê Paulista.

O documento foi entregue e isso garantiu a engenharia financeira do valor total da obra, com responsabilidade exclusiva da Odebrecht, que ainda vai firmar um compromisso com as instituições bancárias que serão parceiras no negócio. Agora, o COL terá algumas semanas para analisar as garantias oferecidas e ver se “os cheques terão fundos” – expressão usada por um dos envolvidos no processo. O procedimento é praxe nesse tipo de transação. O resultado da análise vai mostrar se o Corinthians terá poder de fogo para garantir a construção da arena sem maiores contratempos.

A preocupação da Fifa é evidente, até pelo retrospecto paulista até agora. Entre outros motivos, foram as garantias financeiras que causaram um dos impasses que culminaram na eliminação do Morumbi da competição de 2014. Na ocasião, a obra tinha custo estimado em R$ 700 milhões, mas a engenharia financeira previa recursos para parte dela, cerca de R$ 250 milhões.

Justamente por isso o Corinthians quis fazer tudo direitinho. Não esperou o último dia do prazo estipulado pela Fifa para a entrega da documentação – era hoje – e tratou o assunto sigilo máximo. A proposta, no valor de aproximadamente R$ 800 milhões, ficou abaixo dos últimos orçamentos apresentados pela Odebrecht, de R$ 1 bilhão.

Isso facilitou a concretização das garantias, pois pode-se pegar R$ 400 milhões de empréstimo junto ao BNDES (até lá terá de ter um agente financeiro parceiro) e usar os R$ 420 milhões dos incentivos fiscais para o estádio que foram aprovados na Câmara dos Vereadores de São Paulo, mesmo que o Itaquerão não seja usado na abertura de Copa – o que é muito improvável.

Mesmo com grande pressão da torcida, Luís Paulo Rosenberg nunca demonstrou preocupação com as garantias. Ele sempre se manteve sereno nas discussões e foi tocando o projeto sem alarde. Em comunicado oficial ontem, a Fifa confirmou a notícia.

“O Comitê Organizador Local da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 (COL) recebeu do comitê paulista, nesta segunda-feira (11/7), o documento contendo as garantias financeiras para a construção da Arena de São Paulo, estádio indicado pela capital paulista para abrigar jogos da Copa do Mundo da FIFA. O documento, que foi entregue dentro do prazo, agora será analisado pelo COL.”

Apesar da boa nova para a Fiel, nenhuma das partes envolvidas explicou como foram feitas as garantias financeiras para a arena. Tanto o Comitê Paulista quanto a Odebrecht, procurados pela reportagem do Jornal da Tarde, preferiram não entrar no mérito do assunto ou não retornaram os contatos.

Para o fim de 2013

A previsão é que o estádio do Corinthians fique pronto em dezembro de 2013. A Serpal, que chegou a fazer orçamento mais baixo para a obra, acabou ficando fora do projeto e a obra ficará a cargo apenas da Odebrecht.

Atualmente, estão sendo feitos serviços de terraplenagem no terreno em Itaquera, com mais de 40 máquinas trabalhando todos os dias. Até agora tudo está dentro do cronograma e em cerca de um ano já será possível ver o “esqueleto” do estádio corintiano.

Clique e confira detalhes do projeto





PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE