PUBLICIDADE

Com prisão de prefeito, vice que é pai do vereador morto deve assumir o comando


PUBLICIDADE

20/07/2011 14h00

Com prisão de prefeito, vice que é pai do vereador morto deve assumir o comando

GABRIEL MAYMONE E ROBERTA CáCERES



foto
Foto: divulgação
Alcino Carneiro está feliz com prisão dos suspeitos de envolvimento na morte do filho

Com o afastamento do prefeito de Alcinópolis Manoel Nunes (PR), preso nesta madrugada suspeito de envolvimento na morte do vereador Carlos Antonio Costa Carneiro, morto em Outubro do ano passado. O vice-prefeito Alcino Carneiro (PDT), pai do vereador morto, deve assumir a prefeitura do município, “Fiquei muito feliz pela justiça que foi feita quando soube da notícia da prisão. A população da cidade também comemorou, as pessoas saíram na rua para comemorar”, conta Alcindo.

O vice-prefeito ainda não pensa sobre o cargo, “No momento estou esperando finalizar a questão da morte do meu filho e das prisões. Somente após a posse que eu vou ver o que deverá ser feito, mas a principio a câmara deve formar outra mesa diretora, pois o presidente, vice e 1º secretário foram presos”, conclui.

Prisão

Na madrugada de hoje (20), uma equipe da Polícia Civil cumpriu seis mandados de prisão em Alcinópolis (MS). Todos são suspeitos de envolvimento na morte do vereador Carlos Antônio Carneiro (PDT), executado a tiros em Campo Grande.

Entre os presos estão o prefeito Mané Nunes (PR), o presidente da câmara Enio Queiroz (PR), além dos vereadores Valter Roniz (PR), e Valdeci Lima (PSDB), mais conhecido como Passarinho. O comerciante Ademir Luiz Muller também está preso.

Caso

O vereador de Alcinópolis, Carlos Antônio Costa Carneiro, de 40 anos, foi assassinado ao lado de um hotel, na Avenida Afonso Pena. Dois homens de moto, que foram presos em flagrante, o abordaram e efetuaram três disparos com uma arma de calibre 38. Um dos tiros o atingiu de raspão e os outros dois, no tórax. Ele morreu na hora.

Dois investigadores de polícia passavam na hora do crime e perseguiram os suspeitos de efetuar os tiros. Ambos foram presos e confessaram serem os autores dos disparos, quando alcançados, na Rua Engenheiro Roberto Mangue.





PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE