PUBLICIDADE

Verdão derruba o Figueira e desencanta fora de casa


PUBLICIDADE
  • mell280

28/07/2011 12h20

Verdão derruba o Figueira e desencanta fora de casa

Terra


 Se o jogo do Palmeiras era fora de casa neste Brasileirão, a torcida já se preocupava... No sexto capítulo da saga em busca da primeira vitória como visitante, no entanto, Maurício Ramos salvou o Verdão! Contra o Figueirense, nesta quarta-feira, no Orlando Scarpelli, o Alviverde venceu por 1 a 0 e encerrou o jejum de quase dez meses sem vencer fora pela competição.

Desde o 3 a 1 conquistado sobre o Flamengo em outubro do ano passado, no Engenhão, o time do técnico Luiz Felipe Scolari não vencia longe da capital paulista no Nacional. Sem Luan, que deve deixar o clube no fim do mês, Maikon Leite e Kleber criaram as melhores jogadas do time, mas finalizaram pouco e a vitória veio no sofrimento. Em falha do bom goleiro Wilson, o zagueiro Maurício Ramos foi oportunista e completou para as redes. Pela pressão alviverde na partida, o resultado foi mais que merecido.

Com o resultado, o Palmeiras chegou a 22 pontos conquistados e subiu para a quarta colocação. Como o Vasco enfrenta o Bahia, nesta quinta-feira, o time pode cair para a quinta posição até o fim da rodada. O Figueirense, com 16 pontos, ocupa agora a nona colocação.

PRESSIONOU, MAS NÃO MARCOU...

O Figueirense era o pior adversário possível ao Verdão em sua busca pela primeira vitória fora de casa na competição. Invicto em seu estádio, o Figueira esperava fazer mais uma vítima no Orlando Scarpelli. Sem Luan e com a estreia de Gerley na lateral-esquerda, no entanto, a postura adotada pelo time do técnico Luiz Felipe Scolari deu grande movimentação a equipe, que pressionou durante toda a primeira etapa.

Sem marcar desde o dia 19 de julho, Kleber estava louco para balançar a rede para enterrar de vez as polêmicas sobre sua saída. Logo no primeiro minuto, o Gladiador mostrou que estava a fim de jogo. O camisa 30 roubou a bola e arrancou em direção ao gol adversário. Sozinho, chutou fraco e torto, desperdiçando boa chance de já começar o jogo com vantagem.

Valdivia - que protagonizou um lance inusitado ao trocar o calção térmico no banco de reservas, na frente de todo o estádio - também começou procurando o jogo, mas caiu de produção e sumiu na segunda metade da primeira etapa. Acuado, o Figueirense tentava responder à pressão palmeirense, mas os atacantes Héber e Aloísio não conseguiam livrar-se da linha de impedimento alviverde. Foram três boas chances - as únicas - paralizadas por posição irregular.

No melhor lance da primeira etapa, aos 23 minutos, uma marcação polêmica: em cobrança de falta de Marcos Assunção, Maurício Ramos cabeceou bem e carimbou a trave de Wilson. No rebote, Kleber completou para o gol, mas o bandeira viu impedimento e levantou a bandeira. Ainda faltava o ajuste final ao Palmeiras, e Felipão tentou resolver na bronca no intervalo.

GOL MERECIDO

O segundo tempo começou tão movimentado quanto o primeiro. E por sorte o Verdão não saiu no prejuízo, aos três minutos. Thiago Heleno, que já tinha cartão amarelo, derrubou Túlio perto da grande área. O experiente árbitro Alicio Pena Junior entendeu que Gerley foi o autor da falta, e ele tomou o cartão no lugar do companheiro. Foi o necessário para acordar o Verdão, que começava a levar sustos...

Maikon Leite avançou em velocidade, driblou o marcador dentro da grande área, tentou o chute cruzado e acertou na trave. Que chance! Mesmo melhor na partida, o Verdão tinha dificuldades em finalizar. Valdivia e Wellington Paulista não ajudavam, e pelos contra-ataques surgiam as melhores jogadas. Ou, como sempre, nas bolas paradas de Marcos Assunção.

Aos 32 minutos, uma falta perigosa perto da grande área animou a torcida alviverde. Na cobrança, o volante soltou um foguete e obrigou o bom goleiro Wilson a fazer grande defesa. Faltava ousadia ao Palmeiras. Com os laterais presos, nem mesmo a entrada do versátil Luan mudava o panorama do jogo. Até que Wilson entregou...

Em nova cobrança de falta de Assunção, o goleirão largou no meio da pequena área e a bola bateu no peito do zagueiro, que marcou o gol do alívio do Verdão. Finalmente, três pontos fora de casa! No fim, Aloísio invadiu a área pela esquerda e chutou, mas Elias chegou atrasado e a bola atravessou a área até sair pela linha de fundo. Só um susto...

Próximos jogos

No próximo sábado, pelo Brasileirão, o Palmeiras recebe o Atlético-MG, no Canindé. O Figueirense enfrenta o Bahia, domingo, no Pituaçu.





PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE