PUBLICIDADE

Confiança do consumidor melhora em julho, mas segue pior do que em 2010


PUBLICIDADE

28/07/2011 12h40

Confiança do consumidor melhora em julho, mas segue pior do que em 2010

G1, em Brasília


 A confiança do consumidor registrou melhora em julho, informou a Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta quinta-feira (28), mas, de acordo com a entidade, ainda permanece abaixo do observado em 2010.

O Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (INEC), que reúne informações sobre a expectativa de inflação, de desemprego, renda pessoal, situação financeira, endividamento e expectativa de compras dos consumidores, somou 113,2 pontos em julho, com crescimento de 1,3% frente ao mês anterior. Trata-se, também, do primeiro crescimento do indicador após dois meses de estabilidade. Na comparação com julho do ano passado, porém, o INEC teve queda de 3%.

A pesquisa da CNI, que deu origem ao indicador, foi realizada  pelo Ibope com 2.002 pessoas de todo o país, entre os dias 14 e 18 de julho.

Componentes do INEC
De acordo com a CNI, todos os componentes do INEC registram queda na comparação com o mesmo mês de 2010, ou seja, as expectativas para os próximos seis meses sobre a inflação, o desemprego, renda e compras são menos otimistas que em julho de 2010.

"A avaliação quanto à situação financeira e ao endividamento também são mais negativas. Destacam-se o maior pessimismo quanto à inflação (recuo de 8,6% no índice) e a piora da avaliação no tocante ao endividamento (queda de 5,4% no índice)", informou a CNI.

Na comparação de junho para julho deste ano, porém, a entidade observou que há uma preocupação menor dos consumidores com relação à trajetória da inflação esperada pelos próximos seis meses. Entretanto, informou a CNI, houve um aumento da preocupação dos consumidores com relação ao desemprego.





PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE