PUBLICIDADE

SOLIDARIEDADE - Com tumores no pescoço, repórter precisa de R$ 91,2 mil para realizar cirurgia


PUBLICIDADE
  • mell280

11/02/2018 07h02

SOLIDARIEDADE - Com tumores no pescoço, repórter precisa de R$ 91,2 mil para realizar cirurgia

Erika tem paragangliomas no pescoço e cirurgia não está disponível no SUS.

GLAUCEA VACCARI


Com dois tumores no pescoço, a publicitária e repórter Erika Silva Fernandes, moradora de Chapadão do Sul, precisa de cerca de R$ 92 mil para realizar a cirurgia, que não está disponível na rede pública de saúde. Sem condições de custear o procedimento, ela criou uma campanha de arrecadação online, onde pessoas de todo o Brasil podem contribuir.

Em vídeo, Erika, que trabalha como repórter no site Jovem Sul News, afirma que os médicos descobriram dois paragangliomas, tumores de incidência rara, no seu pescoço, sendo um de cada lado das artérias carotidas. Os tumores não são malignos, mas por se localizarem em uma região delicada, caso é considerado grave e é necessário a cirurgia.

“Nós procuramos muito nos hospitais do SUS [ Serviço Único de Saúde], mas nenhum tinha a estrutura para fazer a cirurgia, nem os profissionais necessários”, explicou Erika.

Segundo ela, um médico de Campo Grande se dispôs a fazer a cirugia, porém, como o procedimento é considerado delicado e, por este motivo, é necessária equipe multidisciplinar com médicos de várias especialidades e hospital com boa estrutura de centro cirúrgico e Unidade de Terapia Intensiva (UTI), a cirurgia precisa ser feita na rede particular.

Há cerca de 20 dias, Erika realizou o primeiro procedimento, para a retirada de um dos tumores. Para isso, ela fez um empréstimo. Agora, para retirar o outro tumor, ela decidiu criar a vaquinha online, que foi a forma que encontrou, a partir da sugestão de uma prima, para poder levantar o valor, já que não tem condições de custear a realização da cirurgia, medicamentos e diárias hospitalares. O valor total para todos estes procedimentos é de R$ 92.250,00. 

“Este é o valor total para ajudar a gente a devolver o que a gente pegou emprestado para a primeira cirurgia, arrecadar o valor para fazer a segunda cirurgia e para pagar a fisioterapia, porque eu fiquei com a fala prejudicada e o braço esquerdo eu perdi parte do movimento e tem que fazer a fisioterapia”, disse.

Erika tem uma filha pequena, de 1 ano e dois meses, e está afastada do trabalho por conta da doença.

Para contribuir com qualquer valor, os interessados devem acessar o site “Vakinha Online”. O pagamento pode ser feito por cartão de crédito ou boleto bancário.

PARAGANGLIOMAS

Os paragangliomas são tumores de incidência bastante rara, que podem se desenvolver nos paragânglios, tecidos que fazem parte do Sistema Nervoso Autônomo, presente em diversas partes do corpo, como cabeça, pescoço, tórax e abdômen.

A maioria dos paragangliomas é benigna, mas tendem a ter um crescimento progressivo. Em poucos casos, porém, os tumores podem ser malignos, caracterizados pela ocorrência de metástase.
 

 





PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Imobiliaria12
PUBLICIDADE