PUBLICIDADE

Alimentos da agricultura familiar podem ser ótimos aliados para quem for curtir o Carnaval


PUBLICIDADE

12/02/2018 09h06

Alimentos da agricultura familiar podem ser ótimos aliados para quem for curtir o Carnaval

Aline Lira


 Uma dica para quem for passar os dias de festa na própria cidade é não descuidar da dieta e já ir pensando em abastecer a geladeira com produtos saudáveis e de preferência oriundos da agricultura familiar.

Campo Grande (MS) – O carnaval já está aí e junto com os quatro dias de folia há também o verão, com dias de altas temperaturas,  por isso os cuidados nutricionais devem ser redobrados para não acabar com a alegria antes do tempo.

Uma dica para quem for passar os dias de festa na própria cidade é não descuidar da alimentação e já ir pensando em abastecer a geladeira com produtos saudáveis, de preferência da agricultura familiar. Uma alternativa saudável está nas feiras orgânicas e a boa notícia é que a maioria delas, em Campo Grande, irá funcionar normalmente, como é o caso de cinco feirinhas, realizadas no shopping Bosque dos Ipês, na praça do Rádio Clube, no Pátio da Prefeitura, na igreja Perpétuo Socorro e na praça dos Imigrantes. “A única que não vai ter neste período é a que é realizada aos domingos, na rua Gonçalo Alves, na igreja Primeira Essência, no bairro Vivendas do Bosque, região próximo ao Parque das Nações Indígenas”, afirma o agricultor familiar Vanderley Azambuja.

A qualidade dos produtos dessas feiras conta com o apoio da equipe de agroecologia da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

A qualidade dos produtos dessas feiras conta com o apoio da equipe de agroecologia da Agraer. Foto: Dunga

E já que os alimentos estão aí à disposição das pessoas e pensando nesse período de alegria, mas, também, de excessos que é o Carnaval, é que a Agraer optou em disponibilizar a tabela de feiras orgânicas da Capital que pode ser consultada. E, ainda, consultamos a nutricionista e servidora da Secretaria de Estado e Educação (SED), Adriana Rossato Souza, que dá dicas preciosas para quem vai pular o carnaval em Campo Grande, pelo interior ou fora do Estado.

“Todo mundo quando pensa em carnaval lembra primeiro em sair pulando e curtindo, mas, quem brinca tem que cuidar da alimentação e da hidratação do corpo como se fosse um dia normal ou até mais, pois nesta época do ano as pessoas gastam mais energia e ainda cometem alguns excessos, principalmente, na ingestão de bebidas alcoólicas”, enfatiza. Para curtir os dias de festa, a nutricionista Adriana dá outras dicas. 

  • Hidratação: Muitas pessoas exageram no consumo de bebidas alcoólicas e há, também, aquelas que não têm o hábito de beber e acabam tomando para sair da rotina. Como os foliões tendem a perder bastante líquido, por conta da movimentação e do calor, há um risco grande de se desidratar. Para evitar isso, o ideal é intercalar entre uma hora e outra o consumo de água mineral, água de coco e sucos naturais. São líquidos que ajudam na hidratação do corpo, ricos em vitaminas e minerais.
  • Faça refeições leves: Muitas pessoas confundem e acham que alimentação leve é sem carboidrato, só que isso é um engano. O carboidrato é o responsável por dar energia para o nosso organismo. As pessoas acham que eles são o vilão e não é verdade. No almoço, por exemplo, é recomendado a ingestão de batata inglesa, batata doce, grãos, arroz e macarrão. Comer muitas frutas, verduras e legumes, sempre bem lavados, e de preferência orgânicos que são livres de agrotóxicos. Evitar frituras que são alimentos ricos em gordura e carnes gordas. Para quem for passar o dia fora é bom ter um cuidado maior e dar uma olhada no local em que for fazer as refeições e observar se os alimentos que precisam estar refrigerados estão armazenados adequadamente. Evitar beber muito refrigerante que tem sódio, o que aumenta o risco de desidratação.  E lembrar que alimentação saudável é todo dia independente do carnaval.  

O almoço deve ser riquíssimo em saladas bem coloridas e para os lanches as opções são as frutas e os lanches rápidos com frutas secas.

  • Antioxidantes: Para quem vai beber é bom ter um olhar diferenciado aos alimentos que ajudam na recuperação do fígado como as verduras, frutas e legumes. O repolho, a couve, o brócolis, o couve flor, o espinafre e a rúcula são alguns deles. Esses vegetais ajudam a eliminar todas as toxinas acumuladas nos dias de folia. O limão, laranja, acerola, kiwi e caju são frutas ricas em vitamina C e, no caso do limão, ele é ótimo antioxidante e ajuda a reduzir os ‘estragos’ do carnaval. Para as pessoas sem problemas cardíacos, o uso de gengibre também é recomendado.  A alternativa é consumir esses alimentos em saladas, cozidos, sucos ou em lanches, no caso das frutas. Para evitar ressacas não consumir bebida alcoólica de estômago vazio. Para fugir problemas de inchaço é bom comer frutas ricas em água como o abacaxi, a melancia, o melão, a maçã e o morango. Sucos que misturam frutas e vegetais também são recomendados.
  • Matinês: Para quem for levar às crianças as matinês o cuidado deve ser redobrado. A criança é mais fácil de desidratar e, estamos em uma época muito quente. Então, os pais ou responsáveis devem sempre oferecer água, sucos de frutas e água de coco, além de ter sempre uma fruta à disposição, armazenadas em lancheiras térmicas. Para os bebês de colo não há restrição quanto ao aleitamento materno, porém as mães que fazem uso de outros leites que deem preferência ao leite em pó e que tudo esteja bem armazenado em uma frasqueira.

Comer muitas frutas, verduras e legumes, sempre bem lavados, e de preferência orgânicos que são livres de agrotóxicos.

  • Cuidados extras: Se for aproveitar logo cedo o ideal é um café da manhã reforçado com leite, pão, frutas, queijos e ovos. O almoço deve ser riquíssimo em saladas bem coloridas e para os lanches, que devem ser feitos de três em três horas, as opções são as frutas e os lanches rápidos com frutas secas – castanhas, damascos, uva passa, e os chips de batata doce e banana, por exemplo.  E nunca pular uma refeição. Na rua, se for consumir sanduíches naturais, evitar os que tenham recheio com maionese, molhos e frios, pois estragam muito rápido. Manter distância dos lanches produzidos em locais de procedência duvidosa. Em casa, abastecer a geladeira com alimentos ricos em vitaminas, proteínas e minerais. Para os foliões mais eufóricos que estarão todos os dias na folia, a gente aconselha, também, a consumir o isotônico. E, por fim, evitar carnes gordas, que levam mais tempo na digestão, substituir por frango e peixe, por exemplo. São esses cuidados que permitem um carnaval seguro e uma volta ativa na rotina de trabalho ou estudos após a quarta-feira de cinzas. 
  •  




PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Imobiliaria12
PUBLICIDADE