PUBLICIDADE

Governador visita Aquidauana e anuncia ajuda emergencial


PUBLICIDADE
  • mell280

23/02/2018 08h18

Governador visita Aquidauana e anuncia ajuda emergencial

Bruna Vasconcelos


Governador visita desabrigados da cheia do rio Aquidauana e entrega mantimentos-

 O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, visitou os municípios de Aquidauana e Anastácio, na manhã desta quinta-feira (22), após as cidades-irmãs registrarem a segunda maior enchente da história dos municípios. 

Durante a agenda pública, Azambuja sobrevoou a região para verificar os estragos e anunciou uma ajuda emergencial do Governo do Estado. O auxílio, oriundo da liberação de recursos do Fundo da Saúde, deve ser de R$ 500 mil para Aquidauana e R$ 300 mil para Anastácio.

 “São recursos que poderão ser usados na compra de medicamentos e na ajuda emergencial às famílias desabrigadas.”

O chefe do executivo estadual ainda ressaltou que a prioridade é o acolhimento das famílias desalojadas, seguindo para a reconstrução do que foi danificado e perdido pela enchente. 

“Num primeiro momento vamos cuidar do acolhimento, da proteção e ajuda aos desabrigados e o segundo passo é a reconstrução dos estragos, e isso será feito quando a água abaixar e aí temos condições de verificar melhor o que precisa ser feito. Nesse momento, orientei a Defesa Civil Estadual a auxiliar as famílias no que for possível, com colchões, vestuário.”

Logo após sobrevoar a região, o governador pousou em Aquidauana, atravessou a Ponte Nova e seguiu para Anastácio. Ele chegou a conversar com moradores e ver de perto a situação de quem foi atingido pelo forte temporal.

No período da tarde, Azambuja visitou os abrigos que estão acolhendo cerca de 153 pessoas dasalojadas. E, por fim, terminou a visita reunindo-se a portas fechadas, no Sindicato Rural, com os prefeitos das cidades pantaneiras que também sofreram danos com a forte chuva que caiu em Mato Grosso do Sul nos últimos dias.

O governador também lembrou que no final de 2015 a sua administração auxiliou os municípios castigados pela chuva e com planejamento nos dois anos seguintes foram executadas várias obras importantes para os municípios. 

“Naquela época tínhamos uma situação de caos, estradas interrompidas, pontes caídas. Hoje temos mais de 50 pontes de concreto construídos nessas localidades. Se não fosse a atuação do Governo do Estado nas obras de restauração nesses municípios talvez teríamos hoje um problema maior”, finalizou.





PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Imobiliaria12
PUBLICIDADE