PUBLICIDADE

Aécio deve ser o único investigado na Lava Jato a ficar fora da eleição


PUBLICIDADE

11/07/2018 16h18

Aécio deve ser o único investigado na Lava Jato a ficar fora da eleição

Fabio Góis


 De quase presidente da República a réu praticamente fora da disputa eleitoral. Em quatro anos, Aécio Neves (PSDB-MG) foi do céu ao inferno bafejado por denúncias de corrupção. A três meses das eleições, ele corre o risco de ser o único senador investigado na Operação Lava Jato a não disputar um mandato. Os outros 20 parlamentares que respondem a inquérito ou ação penal abertos com base nas delações da megaoperação estão em plena pré-campanha eleitoral e, salvo algum infortúnio, terão suas fotos exibidas na urna eletrônica em outubro.

Como mostrou o Congresso em Foco, a tendência é que Aécio fique fora de qualquer disputa em 2018 para não prejudicar a candidatura do senador Antonio Anastasia (PSDB) ao governo estadual. Ontem, este site voltou a confirmar a informação com pessoas próximas ao tucano. Caso mude de ideia, seu caminho deve ser a Câmara.

Entre os demais senadores investigados, 15 vão tentar renovar o mandato de oito anos no Senado. É o caso de integrantes das cúpulas do MDB – como o presidente da Casa, Eunício Oliveira (CE), e dos senadores Edison Lobão (MA), Jader Barbalho (PA), Renan Calheiros (AL) e Romero Jucá (RR) –, do PT, como Humberto Costa (PE) e Lindbergh Farias (RJ), e do PP, como Benedito de Lira (AL) e Ciro Nogueira (PI).

 




PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Imobiliaria12
PUBLICIDADE