PUBLICIDADE

Equipe de MS vai à SP disputar paraolimpíadas escolares


PUBLICIDADE

05/08/2011 09h00

Equipe de MS vai à SP disputar paraolimpíadas escolares

Notícias MS


 Imagens: Fundesporte

As competições acontecerão no Clube Espéria, no Centro Olímpico da cidade e no Parque Anhembi.

 

A Fundesporte apoia neste ano a delegação de Mato Grosso do Sul que disputará no final do mês de agosto as Paraolimpíadas Escolares que acontecerão em São Paulo. A delegação será composta no total por 109 pessoas e terá representantes nas modalidades de Bocha, Natação, Atletismo, Tênis de Mesa, Judô, Futebol de 7 e Petra.

 

 

A viagem está marcada para o dia 25 de agosto. A competição será realizada entre os dias 26 a 31 de agosto. Para participar deste evento a ADD - Associação Campo-Grandense Paradesportiva Driblando as Diferenças firmou convênio com o Governo do Estado por meio da Fundesporte.

 

Em 2011 será a terceira edição seguida dos Jogos e o número de participantes não para de aumentar, evidenciando a força da competição. Em 2009, participaram delegações de 20 Estados, somando cerca de 850 pessoas. No ano seguinte, esse número aumentou para 1.200 inscritos e 22 delegações. Desta vez, por fim, são esperados mais de 1.800 participantes de 24 Estados, contando atletas e equipes técnicas. Só de alunos, são mais de 1.200 inscritos, número que supera em quase 400 a quantidade total de participantes da edição de 2010.

 

São dez as modalidades englobadas pelas Paraolimpíadas Escolares: atletismo, bocha, futebol de 5, futebol de 7, Goalball, judô, natação, tênis de mesa, tênis em cadeira de rodas e vôlei sentado. Em busca dos melhores atletas para defenderem suas bandeiras, algumas unidades da Federação têm até que promover seletivas estaduais, como aconteceu com Santa Catarina, Pará e Distrito Federal na edição de 2010.

 

Os Estados estreantes nas Paraolimpíadas Escolares 2011 serão Ceará e Piauí. Em 2010, mais de 800 atletas disputaram 10 modalidades esportivas. São Paulo foi o Estado com a maior delegação.

 

Para Andrew Parsons, presidente do Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB), os objetivos dos jogos escolares vão além da revelação de atletas para o Rio 2016: “Identificamos os novos talentos do esporte para pessoas com deficiência de olho nos Jogos de 2016, mas acima de tudo, o maior legado das Paraolimpíadas Escolares é uma geração de jovens que acreditam no esporte como forma de exercer sua cidadania”, destaca.

 

As competições acontecerão no Clube Espéria, no Centro Olímpico da cidade e no Parque Anhembi.

 

Além do CPB, participam da organização das Paraolimpíadas Escolares o Governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência; e a Prefeitura de São Paulo, através da Secretaria da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida.






PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE