PUBLICIDADE

Suspeito que matou comerciante a facadas por dívida de R$ 5 é preso


PUBLICIDADE

12/01/2019 17h47

Suspeito que matou comerciante a facadas por dívida de R$ 5 é preso

Um segundo envolvido e que é tio do suspeito foi identificado, mas ainda não foi encontrado pela polícia

Adriano Fernandes


 A Polícia Civil de Nova Alvorada do Sul prendeu na última quinta-feira (10), Andeson Trindade Soares, de 27 anos, acusado de envolvimento no assassinato do comerciante João Ramão Gomes Espíndola, de 37 anos, ocorrido no último dia 29 de dezembro, no distrito de Prudêncio Thomaz em Rio Brilhante, cidade que fica a 163 quilômetros de Campo Grande.

 

Anderson, também conhecido como “dô chupeta” e um outro suspeito que ainda não foi preso, matou João a facadas, depois que a vítima cobrou uma dívida de R$ 5,00 de um dos acusados.
Anderson já estava com mandado de prisão em aberto pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil, quando foi encontrado pelos polícias civis do SIG ( Setor de Investigações Gerais) de Nova Alvorada do Sul após diligências na cidade em busca da resolução do caso.

Preso, o suspeito foi buscado na cidade por investigadores do SIG de Rio Brilhante, na manhã desta sexta-feira (11) e encaminharam para a delegacia do município. Em depoimento ao delegado Alexandre Neves de Rio Brilhante, Anderson negou a autoria do crime e disse que apenas acompanhava seu tio que também é suspeito do assassinato.

“Do chupeta” já tem passagens pela polícia e inclusive estava foragido após ter sido condenado em processo por desacato. Ele é morador no distrito de Prudêncio Thomaz e ainda nesta sexta-feira foi transferido para a Penitenciária local.

Ainda conforme o site Rio Brilhante em Tempo Real, as investigações sobre o assassinato continuam, pois testemunhas afirmam a participação do segundo suspeito no crime.

O crime - João Ramão era dono de um bar na Rua Luciano Corrêa da Silva no distrito. Um dos suspeitos não teria gostado que a vítima lhe cobrou a divida referente ao valor de uma cerveja, saiu do local, mas retornou em seguida com um comparsa.

Ambos investiram contra Espíndola usando duas facas diferentes –ele foi atingido no abdome e no tórax, sendo que um dos golpes transfixou o corpo da vítima. Uma ambulância que estava no distrito foi acionada e levou Espíndola até o Hospital de Rio Brilhante onde, diante da gravidade dos ferimentos, foi transferido em vaga zero para Dourados, mas não resistiu.





PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE