PUBLICIDADE

Clima provoca quebra da safra de milho em MS, apontam produtores


PUBLICIDADE
  • mell280

11/08/2011 10h30

Clima provoca quebra da safra de milho em MS, apontam produtores

G1 MS


  As condições climáticas adversas nos últimos meses provocaram uma quebra da safra de milho em Mato Grosso do Sul, segundo relato dos produtores. Em alguns casos, os agricultores calculam as perdas em 30% da produção.

Em sua fazenda, o produtor rural Pedro Lima mostra duas situações diferentes. De um lado, a lavoura plantada no dia 3 de março, que ainda conseguiu um bom desenvolvimento. Do outro, o milho cultivado a partir do dia 10 de março, em que as espigas não atingiram o ponto ideal para a colheita.

“Como eu trabalho também com pecuária, as espigas que não atingiram o ponto ideal são dadas para o gado.  Ainda tem aproveitamento. Mas para a venda, é um milho de pouca qualidade”, diz o agricultor.

Para a safra 2010/2011, o produtor reduziu de 500 para 200 hectares a área plantada com milho. A expectativa de colheita é de 90 sacas por hectare.“Tive uma perda de uns 30% no total da produção”, lamenta.

Clima provoca quebra da safra de milho em MS, apontam produtores (Foto: Reprodução/TV Morena)Agricultores dizem que perdas chegam a 30% da safra
(Foto: Reprodução/TV Morena)

A situação na fazenda do produtor reflete as condições da maioria dos agricultores do estado. Dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) mostram que a produtividade do milho nesta safra teve uma redução de 22,4% e a produção do grão uma queda de 13,2%.

Pela estimativa do órgão, em média o produtor do estado vai colher 3.267 quilos de milho por hectare. São 944 quilos a menos que na safra passada. Mato Grosso do Sul deve deixar de produzir 500 mil toneladas de milho, apesar do aumento de quase 12% na área plantada.

Para o consultor em agronegócios Gilberto Bernarde, apesar dos prejuízos, o momento ainda é considerado favorável ao produtor, já que o preço pago pela saca de milho está em torno dos R$ 20. Na safra passada, o preço era bem menor, em média R$ 12 por saca.

“O produtor deve obter uma boa rentabilidade com o milho safrinha, por conta do preço, que compensa a redução de quantidade e qualidade”, diz o consultor.





PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE