PUBLICIDADE

Criança morta com tiro na cabeça teve fácil acesso à arma, diz polícia


PUBLICIDADE
  • mell280

18/03/2019 14h15

Criança morta com tiro na cabeça teve fácil acesso à arma, diz polícia

Pistola .40 estava em uma gaveta no cômodo onde houve o disparo; ela não ficava trancada

Kerolyn Araújo


 A arma que disparou o tiro que matou uma menina de 11 anos na noite de ontem (17) em Mundo Novo, cidade distante a 476 quilômetros de Campo Grande, estava guardada em uma gaveta sem nenhuma proteção. 

 

Conforme a delegada Allana Zarelli, a pistola .40, de uso pessoal do pai da vítima, que é Subtenente da Polícia Militar, estava guardada em uma gaveta no mesmo cômodo onde ocorreu o disparo. Ela não ficava trancada e a criança tinha fácil acesso à arma. À polícia, a mãe da menina contou que, mesmo sendo militar, o pai nunca ensinou a filha a manusear as armas que tinha em casa.

Segundo a delegada, a mãe relatou que a filha não demonstrava sinais de tristeza e nenhuma carta foi deixada. Porém, a polícia encontrou em um caderno da menina alguns textos com elementos que demonstravam insatisfação. ''Mas não sabemos se a caligrafia é mesmo da criança e nem quando os textos foram escritos", explicou.

Além do caderno, o celular e o computador da criança foram recolhidos. Todos eles passarão por perícia. A hipótese de tiro acidental foi descartada e a principal linha de investigação é suicídio. ''A pistola era de difícil manuseio e o tiro atingiu a lateral do crânio", disse.

Ainda nesta segunda-feira (18) a delegada irá ouvir um casal que estava na casa da família do momento do disparo. Os pais deverão ser ouvidos nos próximos dias.


 
 




PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE