PUBLICIDADE

Fiems e Prefeitura de Ponta Porã iniciam projeto para implantar polo de tecnologia no município


PUBLICIDADE
  • mell280

13/04/2019 14h02

Fiems e Prefeitura de Ponta Porã iniciam projeto para implantar polo de tecnologia no município

Daniel Pedra


 

O presidente da Fiems, Sérgio Longen, apresentou ao prefeito de Ponta Porã, Hélio Peluffo, projeto para implantar no município, que faz fronteira com o Paraguai, um Polo de Energia Renovável e um Núcleo de Produção e Tecnologia. Em reunião realizada nesta sexta-feira (12/04), no Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande (MS), Longen, acompanhado do diretor-corporativo Cláudio Alves, apresentou sugestões de direcionamento para colocar o projeto em prática e, assim, transformar a faixa de fronteira em um local que vai reunir startups e empresas de inovação, gerando empregos e movimentando a economia.

 

O próximo passo, afirma o presidente da Fiems, é buscar o apoio do Governo do Estado e parcerias com instituições de ensino e institutos de pesquisa. “A Fiems vem buscando criar novas frentes de investimento e os polos de inovação e tecnologia são essenciais para movimentar a economia e gerar empregos. A Fiems está colaborando com Ponta Porã neste sentido, com um projeto que será de suma importância, não só para a região, mas para todo o Brasil. Mato Grosso do Sul vai sair na frente e esperamos, agora, conseguir espaço para apresentar ao governador este projeto que traçamos para desenvolver o Estado”, disse.

 

Claudio Alves acredita que, com a união da indústria, universidades e o poder público, Ponta Porã pode se tornar uma potência tecnológica, abrigando toda a cadeia produtiva, desde a pesquisa e o desenvolvimento até a fabricação do produto. “Queremos criar um polo de inovação que reúna tudo o que há de mais novo sendo criado no mundo e focado na produção de energias renováveis, já que produzir energia limpa é uma tendência mundial. Ali você teria startups, empresas de inovação desenvolvendo tecnologias, componentes e conhecimento”, explicou o diretor-corporativo da Fiems.

 

Repercussão

 

O prefeito de Ponta Porã destaca a vocação do município para atrair investimentos, em razão de fatores como a Lei de Maquila, do Paraguai, e o Fomentar Fronteiras, de Mato Grosso do Sul, que facilitam a instalação de empresas. “Estamos focados nessa questão de novas tecnologias e inovação para a área de fronteira, principalmente porque o Paraguai tem grandes atrativos para novos investimentos”, recordou.

 

Hélio Peluffo acrescenta que a Prefeitura de Ponta Porã fará a sua parte naquilo que lhe couber. “Projetamos fazer aporte de recursos dentro de nossas possibilidades e estamos bastante ansiosos com as perspectivas de desenvolvimento que vão resultar do projeto”, acrescentou. 

 

O projeto

 

O projeto engloba diversas frentes de viabilização, prevendo a necessidade de formação de jovens empreendedores, ligados à área de tecnologia e inovação, e profissionais capacitados para atuar, além da infraestrutura do polo, nas adequações necessárias na legislação e formatação dos benefícios fiscais.

 

Ponta Porã seria um município estratégico para instalação do polo porque, além de questões como a Lei de Maquila e o Fomentar Fronteiras, hoje conta com 15 mil jovens que vêm de todo o Brasil para fazer um curso superior do lado Paraguaio. O secretário-executivo do Fórum do Desenvolvimento do Centro-Oeste, Jader Rieffe Julianelli, também participou da reunião, representando o Governo do Estado.

 

 





PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE