PUBLICIDADE

Em Dourados, a arte da capoeira e cultura da inclusão em exposição no centro de compras


PUBLICIDADE
  • mell280

23/04/2019 17h44

Em Dourados, a arte da capoeira e cultura da inclusão em exposição no centro de compras

Elias Ferreira


 
No período de 29 de abril a 5 de maio, a cidade de Dourados vai sediar uma exposição diferente. O centro de compras da principal cidade do interior de MS - Shopping Avenida Center - vai ser palco da sua segunda edição da Exposição Malungo de Capoeira. O evento, além da exposição de imagens e instrumentos da arte milenar da capoeira e de seus projetos sociais em Dourados, vai contar também com apresentações de vários grupos, oriundos dos polos de formação cidadã e de resgate social desenvolvidos nos bairros populares da cidade. O evento é coordenado pelo professor de capoeira Liandro Moreira, o Mestre Macaúba, que também preside o Instituto Malungo.
 
 
 
Conforme Macaúba, o principal objetivo é promover a divulgação do trabalho de resgate social desenvolvido em Dourados, tendo a capoeira como instrumento pedagógico e de inclusão. As apresentações fazem partre do processo de apremdizagem, já que as crianças e adolescenmtes mostram ao público o que aprenderam nos projetos sociais. No período de uma semana, o shopping center também se transforma em sede do projeto, pois as aulas são ministradas dentro do shopping do centro comercial. As apresentações para o público são sempre no período da tarde e à noite,
 
 
 
Mestre Macaúba diz que a exposição é uma forma de dar visibilidade a arte e cultura da capoeira, bem como sua importância como instrumento de resgate social. Ele também destacou a parceria com a direção do Shopping Avenida Center em Dourados, que cede gratuitamente o espaço para a realização da exposição e apresentações. "Convidamos a população para prestigiar e conhecer o poder social da capoeira no pewríodo de 29 de abril a 05 de maio", convoca Macaúba.

 PROJETO MALUNGO

O efeito multiplicador do bem para a vida é desemvolvido em Dourados por intermédio do Instituto Malungo,  projeto de capoeira distribuído atualmente em cinco núcleos e envolve mais de 200 crianças e adolescentes em idade escolar. Malungo, que na tradução para o português significa companheiro/parceiro, está resgatanto vidas e formando para a cidadania na Associação de Cabos e Soldados da PM, no Centro Social Marista, na Creche André Luiz, Na Paróquia Nossa Senhorado Carmo e na Aldeia Jaguapiru.
O projeto de verdadeira transformação de vidas usa técnicas de envolvimento das crianças e adolescentes com a cultura e com a arte, focando ainda no fortalecimento de vínculos e na prioridade com o processo educacional. O projeto Malungo tem a colaboração de cinco instituições, mas ainda carece de apoio mais efetivo, tanto do poder público quanto do privado. "Nós usamos a capoeira de orma pedagógica, introduzindo fraternidade, cultura e educação para a inclusão", comenta Macaúba. Ele também destac o empenho e dedicação de pelo mmenso dois ultiplicadores di bem, que são a instutora Camila Rocha (Creche André Luis) e o Mestre Rapadura (Joquei Club).
Para saber mais sobre o projeto que está mudando a vida de centenas de crianças em Dourados e como contribuir para sua manutenção, os telefone de contato são (67)  9 9625-2672 (watts) e 67 - 9 9116-5379. O trabalho pode ser contemplado também na página do Instituto Malungo, no Facebook.
 




PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE