PUBLICIDADE

Com decisão do TCE e vereadores, ex-prefeito de Sonora não pode disputar eleição


PUBLICIDADE
  • mell280

16/08/2011 08h30

Com decisão do TCE e vereadores, ex-prefeito de Sonora não pode disputar eleição

Vinícius Squinelo


 Por cinco votos a quatro, os vereadores de Sonora, cidade 364 km de Campo Grande, no norte de Mato Grosso do Sul, acataram parecer do TCE/MS (Tribunal de Contas do Estado) e reprovaram a prestação de contas do ex-prefeito da cidade, Luís Carlos Simões (PDT).

Simões teve, pela terceira vez, as contas referentes ao exercício financeiro do ano de 2004, quando era prefeito, desaprovadas pelo TCE. O primeiro parecer em desfavor foi emitido pelo Tribunal, em primeira instância, por meio do conselheiro Joaquim Alves Vieira, justificado pela constatação de irregularidades na administração de do ex-prefeito. O segundo, em fevereiro deste ano e emitido pelo próprio presidente do TCE, conselheiro Cícero de Souza, negou mais uma vez a aprovação das contas de 2004.

Na sessão da Câmara de ontem, realizada no período noturno, a Casa acatou o parecer do TCE e tornou Simões impossibilitado de concorrer a Prefeitura de Sonora nas próximas eleições, em 2012. A votação foi realizada após a Comissão de Finanças da Câmara apresentar justificativas para as supostas irregularidades em 2014.

Porém, ontem, por cinco votos a quatro, Simões acabou perdendo seus direitos políticos para 2012.Segundo informações do site Edição de Notícias, o presidente da Câmara, Laudir Abreu da Rosa (DEM), seguiu parecer do TCE, juntamente com os vereadores Adenilson Paulo Rocha (DEM), Cleber Fernandes de Moura (PT), Jodson Sergio Wathier (PMDB) e Marcos Batistela (PMDB).

Já os parlamentares Ezequiel Reginaldo dos Santos (PDT), Jansem Peixoto Barbosa (PTB), Joaquim Cassiano Teixeira (PT) e Virgílio Casimiro de Oliveira (PTB) votaram contra o parecer do TCE.

 
 
 





PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE