PUBLICIDADE

Presidente de entidade do agronegócio lamenta saída de Rossi


PUBLICIDADE

18/08/2011 12h30

Presidente de entidade do agronegócio lamenta saída de Rossi

Valor Online


 O presidente do Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroenergético e Biocombustível (Ceise), Adézio Marques, lamentou a saída de Wagner Rossi do Ministério da Agricultura. "Ele estabeleceu um contato direto, não apenas com os produtores de açúcar, etanol e bioeletricidade, mas também com os fornecedores de cana e os fabricantes de máquinas, equipamentos, bens de capital, insumos, serviços e tecnologia. Ou seja, abriu espaço e manteve um diálogo de alto nível com toda a cadeia produtiva sucroenergética", disse Marques.

O presidente da entidade informou já ter encaminhado sugestão à presidente Dilma Rousseff e ao vice Michel Temer para a permanência da equipe responsável pelas políticas voltadas à agroenergia que acompanhou Rossi no ministério. Segundo a Ceise, o governo federal tem sinalizado com um pacote de medidas que exigiria R$ 90 bilhões de investimentos para a construção de novas 15 usinas por ano.

 


 





PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE