PUBLICIDADE

Calorão aumenta consumo e pode faltar água em 40 bairros da Capital


PUBLICIDADE

11/09/2019 13h38

Calorão aumenta consumo e pode faltar água em 40 bairros da Capital

LUANA RODRIGUES E GLAUCEA VACCARI


 Meteorologia prevê dia mais quente do ano; concessionária pede uso conscienteEstiagem de 47 dias, que durou até o dia 1º deste mês, quando choveu 5,6 milímetros, aliada ao período de tempo seco no início de setembro, fez o consumo de água aumentar em cerca de 30%, em Campo Grande. Com os reservatórios operando acima da média, a Águas Guariroba informou ontem que o fornecimento de água poderá ficar comprometido em alguns momentos do dia, na Capital. Pelo menos 40 bairros serão afetados pelo problema e a concessionária pede o apoio da população para um consumo consciente durante o período sem chuva.

 
 Conforme o diretor-executivo da empresa, Celso Paschoal, o sistema de abastecimento de água de Campo Grande conta com 104 reservatórios espalhados pela cidade, que tem capacidade para 97 milhões de litros de água. Por dia, o consumo médio de água na Capital é de 233 milhões de litros. Neste ano, com os dias quentes e secos, o consumo subiu para 267 milhões de litros. “Nós estamos passando por um momento bem atípico. Tivemos divulgações da Defesa Civil fazendo alertas sobre o período de estiagem, temperaturas cinco graus acima da média por mais de cinco dias consecutivos. Isso tudo registra recordes no consumo de água”, explica o diretor.
 
Segundo ele, técnicos do Centro de Controle Operacional da concessionária estão monitorando os níveis de reservatórios da cidade e acionando o sistema de contingenciamento – que possibilita a utilização de água de outras fontes, como os poços profundos, para minimizar o impacto à população.
 
Para evitar racionamento de água, a concessionária diz que fará melhoria e ampliação dos sistemas de abastecimento. No bairro Taveiropolis serão perfurados dois poços de captação subterrânea, beneficiando aproximadamente 150 mil moradores. No bairro Pioneiros, a concessionária irá perfurar um novo poço profundo, ampliando a produção de água para 140 mil moradores.
 
Novos sistemas serão interligados, como dos bairros Novos Estados e Coronel Antonino, Bela Laguna e Caiobá I e Rancho Alegre, Núcleo Industrial e Indubrasil e Carajás e Nort Park. Também serão instaladas unidades de bombeamento nos sistemas Buritis e União e novas válvulas redutoras de pressão (VRPs) serão colocadas nos bairros Atlântico Sul, Coophatrabalho e Nova Campo Grande.
 
Conforme a empresa, casos emergenciais receberão o apoio de caminhões pipa. A concessionária está à disposição em seus canais de atendimento: 0800 642 0115 ou 115 ou pelo WhatsApp 9 9123-0008. A Águas Guariroba pede a compreensão dos moradores pelo transtorno momentâneo e informa que está trabalhando para minimizar ao máximo o impacto do desabastecimento.
 
ONDA DE CALOR
 
A onda de calor e o tempo seco que persistem sobre o Estado desde o fim de semana têm feito o número de focos de queimadas subir novamente em Mato Grosso do Sul. Conforme relatório do Programa Queimadas, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), no dia 4 de setembro, foram registrados apenas dois focos de queimadas no Estado. Nesta terça-feira (10), o número de focos chegou a 397. Ao todo, foram registrados 874 focos durante dez dias do mês de setembro.
 
Em Campo Grande, incêndio de grandes proporções atingiu várias fazendas e chácaras localizadas às margens da BR-163, na saída para São Paulo. Cinco viaturas do Corpo de Bombeiros foram mobilizadas para o combate às chamas e proprietários rurais e peões também ajudam, com a utilização de mangueiras e baldes de água.
 
O fogo começou em uma área de vegetação e, por conta do calor intenso e tempo seco, se alastrou rapidamente, atingindo propriedades que ficam ao lado do posto da Polícia Rodoviária Federal.
 
Fumaça densa tomou conta da área e deixou a visibilidade baixa na rodovia. Por conta disso, equipe da concessionária CCR MSVia, esteve no local orientando o tráfego, que precisou ser interditado em ambos os sentidos para evitar acidentes.
 
Na região, há várias chácaras e estâncias e proprietários, além de ajudar no combate ao fogo, correram para retirar animais que poderiam ser atingidos caso o incêndio.
 
PREVISÃO
 
Ontem, foi o dia mais quente do ano em Mato Grosso do Sul, a temperatura média foi 38,1ºC,  sensação térmica de 41,9ºC e umidade em 12%.  No entanto, a previsão indica que o recorde será quebrado hoje, quando as temperaturas devem alcançar 43°C no Norte/ Pantanal e a 38°C na Capital. À partir de quinta-feira temperaturas começam a cair no decorrer da tarde, voltando a aumentar no decorrer do sábado, quando a umidade relativa do ar atinge valores inferiores a 15% no decorrer da tarde,especialmente no Norte e Nordeste do estado.
 
Confira bairros onde pode faltar água:
 
 
 (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
Alves Pereira;
Piratininga;
Aero Rancho;
Columbia;
Anache;
Jd. Presidente;
Indubrasil;
Santa Emília;
Portal Caiobá;
Tijuca I e II;
Centenário;
Moreninhas;
Giocondo Orsi;
Progresso;
Mansur;
Tiradentes;
Flamboyant;
Margarida;
Estrela do Sul;
Otávio Pécora;
Coophasul;
Laranjeiras;
Coophatrabalho;
Talismã;
Seminário;
Norte Parque;
Carajás;
Santa Luzia;
Pioneiros;
Campina Verde;
Itamaracá;
Bálsamo;
Marajoara;
Los Angeles;
Dom Antônio Barbosa;
Amambaí;
Taveirópolis;
Coophamat;
Aquarius; 
Rita Vieira;
Paulo Coelho 
Bela Laguna
 
 
 
WhatsApp
 




PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE