PUBLICIDADE

Trabalhadores da Tonon decidem por ação de bloqueio de bens e aguardam dia 30 para ação de rescisão


PUBLICIDADE

24/01/2020 17h45 - Atualizado em 24/01/2020 20h32

Trabalhadores da Tonon decidem por ação de bloqueio de bens e aguardam dia 30 para ação de rescisão

Decisão é para garantir pagamento de rescisões de 650 funcionários da Tonon em Vista Alegre.

Hosana de Lourdes


A reunião aconteceu no plenário da câmara municipal de Maracaju
O cancelamento e adiamento de uma reunião acertada para esta sexta-feira, dia 24, entre Grupo Tonon e Trabalhadores da Usina de Vista Alegre na noite de ontem deixou sem resposta 650 funcionários da Usina em Vista Alegre. O cancelamento se deu  através de um áudio encaminhado via whataapp por um representante da Usina Tonon, e  levou trabalhadores a uma reunião com Oviedo dos Santos (Sindicato dos Trabalhadores de Rio Brilhante) na manhã desta sexta-feira em Maracaju. Grupo Tonon em recuperação judicial desde 2015 para renegociar suas dívidas, em crise desde final de 2019, tem deixado trabalhadores sem resposta.
 
 
 
A Usina Tonon segundo áudio que está circulando nos grupos de internet  decidiu que a reunião não aconteceria, a mesma  já tinha anunciado anteriormente suspenção da moagem na unidade de Vista Alegre da safra 2019/2020, a despensa por blocos de mais de 600 funcionários a partir de fevereiro.
 
 
 
No áudio que circula a empresa teria feito uma vídeo conferência com sindicato dos trabalhadores alegando que não teria condições para continuar as atividades, que a fala seria de Rafael Tonon e que no dia 24 de Janeiro os diretores teriam uma conversa com a juíza  para liberação de um dinheiro e  pagar os atrasados. No áudio justificando adiamento da reunião de hoje no áudio o representante da Usina Tonon diz: "Olá boa noite, é realmente a diretoria decidiu não falar com os funcionários  amanhã (sexta-feira), porque o administrador judicial não conseguiu ou está agendado essa semana a conversa com a juíza e vai fazer isso a semana que vem. Então a empresa vai se posicionar após a conversa com a juíza. Então amanhã não vai haver essa conversa. Estou te passando o posicionamento da empresa porque a empresa, vai se posicionar assim que tiver essa conversa, Não sei como você vai levar isso aos funcionários, mais não haverá essa conversa", disse Claudinei representante da Tonon.
 
 
 
 
 
 
Na reunião da manhã desta sexta-feira, dia 24, entre trabalhadores e sindicato da classe que contou com a presença do vereador Nego do Povo, a  decisão dos presentes que visa garantir o pagamento de verbas rescisórias de funcionários diante da ameaça de demissões em massa estarão entrando com uma ação de Bloqueio de Bens de Sócios e Empresa. Trabalhadores querem garantir seus direitos. A ação  deverá ser movida pelo Sindicato no Ministério Público do Trabalho (MPT).
 
 
 
Segundo o Marcelo trabalhador da Usina Tonon, presente na reunião vão aguardar ainda até quarta feira da proxima semana para moverem uma outra ação a das recisões trabalhistas para que os trabalhadores recebam os direitos trabalhistas o aguardo é apenas para a resposta de uma reunião agendada com uma juiza para uma ultima conversa com Grupo Tonon.Presença de Oviedo dos Santos (Sindicato) e vereador Nego do Povo com trabalhadores da Tonon - Foto Hosana de Lourdes
 




PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE