PUBLICIDADE

Justiça determina fiança de R$ 3 mil para libertar atriz pornô presa em MS


PUBLICIDADE
  • mell280

24/08/2011 09h00

Justiça determina fiança de R$ 3 mil para libertar atriz pornô presa em MS

Tatiane Queiroz Do G1 MS


Atriz pornô nega participação em crime (Foto: Hélder Rafael/G1 MS)Atriz pornôdeve ser solta nesta quarta-feira, diz
advogado (Foto: Hélder Rafael/G1 MS)

A Justiça concedeu liberdade provisória, mediante ao pagamento de R$ 3 mil de fiança, à atriz pornô Juliana de Assis Novaes Cardoso, conhecida como Julia Fontanelli. A decisão foi proferida pelo juiz Wilson Leite Corrêa, da 4ª Vara Criminal de Campo Grande, na terça-feira (23).

O juiz alegou que a atriz pornô pode responder ao processo em liberdade porque não tem antecedentes criminais, comprovou ter residência fixa e “trouxe provas indiciárias de trabalho lícito”.

O advogado da atriz, Abdallah Maksoud Neto, informou ao G1 na manhã desta quarta-feira (24) que a família da atriz pornô está providenciando o dinheiro para o pagamento da fiança e que ele deve ser solta ainda hoje.

A decisão que concedeu liberdade provisória à Julia Fontanelli tembém se estende ao marido dela. Os dois estão presos desde o dia 10 de agosto.

Carro Roubado
Julia Fontanelli foi presa pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), no dia 10 de agosto, na BR-163, em Campo Grande. Segundo a Polícia Civil, ela viajava com o marido em um carro que havia sido roubado em Natal, no Rio Grande do Norte, e que tinha placas frias e numeração do chassi adulterada.

A atriz pornô, que diz ter mais de 200 filmes no currículo, nega a participação no crime e diz que adquiriu o automóvel de terceiros em São Paulo, onde mora atualmente. Ainda segundo a atriz, ela e o marido passaram em Mato Grosso do Sul porque iriam ao Paraguai para fazer compras.

De acordo com a Polícia Civil, a atriz e o marido são suspeitos de receptação de carro roubado, falsidade ideológica, uso de documento falso e adulteração de sinal identificador de veículo. No dia 15 os dois foram transferidos da Delegacia Especializadas de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (Defurv), para dois presídios da capital.





PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE