PUBLICIDADE

Em Alcinópolis, Templo dos Pilares é visita ao passado com natureza exuberante


PUBLICIDADE

18/04/2017 10h00

Em Alcinópolis, Templo dos Pilares é visita ao passado com natureza exuberante

Thailla Torres


 Cercado pela natureza e com vestígios milenares do passado, o Templo dos Pilares é um atrativo turístico de histórias e curiosidades a 310 km de Campo Grande. O lugar foi tombado como patrimônio cultural brasileiro e tornou-se uma unidade de conservação em 2003.Considerado um dos mais belos sítios arqueológicos de Mato Grosso do Sul, estudos apontam presença humana no local entre 7 e 10 mil anos atrás.

Por ser uma unidade de conservação municipal, protegida pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), o atrativo tem acesso restrito e supervisionado para turistas. Mas vale muito a pena, pelas informações contidas ali, a menos de 4 horas de Campo Grande.

Pinturas feitas há mais de 10 mil ano. (Foto: Fábio Pellegrini)Pinturas feitas há mais de 10 mil ano. (Foto: Fábio Pellegrini)

A grande vantagem é que não tem tanta dificuldade para agendar horários e o passeio é totalmente gratuito, comenta Bruna Barbosa, secretaria municipal de Turismo, de Alcinópolis.

“A visitação acontecia de maneira informal, mas há dois anos começou a movimentar e a gente acredita que seja importante para o resgate histórico e, principalmente, a valorização dessa região. Por isso o turista que tiver interesse, é só ligar na secretaria e agendar um horário que os grupos são acompanhados”.

O passeio dura em média 3 horas entre ida e volta. O trajeto é de 40 km de carro, a partir do Centro de Alcinópolis, até as proximidades do monumento natural, que tem uma área e 6.821 hectares. Depois, os turistas fazem uma trilha de 1,5 km até o Templo dos Pilares, feitos de blocos de arenito, de diferentes tamanhos.

O que chama atenção são as superfícies que serviram para pinturas feitas com corantes naturais e milhares de grafismos que sugerem animais.

“É como voltar no tempo. Conhecemos turistas que já foram em muitos sítios arqueológico no Brasil, mas saem daqui encantados com as pinturas e gravuras em uma formação geológica única. Impossível não ficar impressionado”, afirma Bruna.

Para agendar uma visita ao local é necessário entrar em contato com a Secretaria de Turismo no telefone (67) 3260-1739. São permitidos grupos de até 12 pessoas e os passeios são feitos das 7h às 17h.

Curta o Lado B no Facebook.

Passeio é gratuito e uma importante experiência com histórias do passado. (Foto: Ascom Alcinópolis)Passeio é gratuito e uma importante experiência com histórias do passado. (Foto: Ascom Alcinópolis)




PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Imobiliaria12
PUBLICIDADE