PUBLICIDADE

Prefeito lamenta chuva em abril, culpa ação do homem e falta de manutenção


PUBLICIDADE

20/04/2017 12h00

Prefeito lamenta chuva em abril, culpa ação do homem e falta de manutenção

Paulo Nonato de Souza e Richelieu de Carlo


 Os vários pontos de alagamentos em Campo Grande, a cada chuva, são resultados da falta de manutenção da cidade nos últimos quatro anos, disse o prefeito Marquinhos Trad nesta quinta-feira, 20, ao comentar os transtornos provocados pelas fortes chuvas de ontem à tarde que, segundo a Defesa Civil, atingiram 127 milímetros.“As bocas de lobo estão todas entupidas de sujeiras e para realizar um trabalho de limpeza e recuperação em toda a cidade leva tempo. Por isso temos os alagamentos e pontos de estrangulamento no trânsito. Felizmente ontem agimos imediatamente para recuperar e liberar o mais rápido possível a malha viária. Mas não estou reclamando, apenas comentando, e vamos continuar trabalhando para recuperar Campo Grande”, declarou Marquinhos Trad, durante evento da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul).

Além do seu antecessor, o ex-prefeito Alcides Bernal, Marquinhos Trad culpou também a ação do homem pelas fortes chuvas em pleno mês de abril, quando o normal seria o início do período de estiagem.

“Isso é culpa do ser humano que está destruindo as florestas e provoca o aquecimento global. Normalmente as chuvas vão de janeiro a março e agora temos chuvas fortes como a de ontem também em abril”, lamentou o prefeito.

O temporal que atingiu Campo Grande no fim da tarde desta quarta-feira (19) teve duração de 40 minutos e resultou em vários transtornos principalmente na região sul da cidade, mais especificamente nas proximidades da Avenida Gury Marques, a partir da avenida Guaicurus. A situação se estendeu até depois das Moreninhas, várias casas da região foram alagadas e o trânsito ficou parado na Gury Marques.





PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • museu da cachaça319
  • Imobiliaria12
PUBLICIDADE