PUBLICIDADE

Não entende de vinho, Tem app que pode te salvar na hora de comprar


PUBLICIDADE

01/06/2020 05h15 - Atualizado em 01/06/2020 06h21

Não entende de vinho, Tem app que pode te salvar na hora de comprar

Você também fica perdido com as dezenas de opções nos mercados? Então veja dicas de apps que vão te ajudar

Por Lucas Mamédio


Já deve ter percebido que a temperatura caiu bastante nas últimas semanas em Campo Grande e em outras regiões do Estado. E nada melhor que um bom vinho para aquecer o corpo e também a alma nesse período de quarentena.

Vivino é o aplicativo de avaliação de vinho mais famoso do mundo (Foto: Reprodução Wine Pedia)


Já faz tempo que há um processo de desmistificação em torno do mundo dos vinhos. É um produto muito mais acessível atualmente, sendo encontrado em grandes redes de supermercados, com qualidade e bom preço.


“O vinho tem um valor agregado, ele tem um processo de produção mais complexo mesmo, é uma colheita por ano, então ele é muito peculiar. Mas nem sempre o melhor vinho é o mais caro e o mais caro é o melhor. Temos que mudar nossa cabeça, porque hoje em dia você encontra muitos bons vinhos na faixa de 40, 50 e 60 reais”, defende o sommelier Ivan Alves Pereira.


Porém, dada a variedade, é comum ficarmos confusos diante de tantas opções as gôndolas. E nem sempre temos a possibilidade de consultar um especialista como o Ivan. Por isso ele mesmo aconselha a utilização de aplicativos na hora de encontrar o melhor vinho para você.


“A gente sabe que os aplicativos vieram pra facilitar a vida de todo mundo. Você imagine chegar num lugar e ver aquela imensidão de garrafas, de uvas, de países. Muitos desses aplicativos e só tirar uma foto e ele te fornece toda uma série de informações. E acho que facilitou tanto que houve um aumento nas vendas de vinho em geral pelo mundo”, celebra Ivan.



Ivan acredita que os aplicativos ajudaram muito no mercado do vinho (Foto: Arquivo pessoal)

O especialista reforça a importância para quem está começando, mas não só, como podemos supor. “Essa questão das notas que muitos aplicativos dão é muito bom para os iniciantes se orientarem. Mas vou te falar que ajuda quem já é consumidor há mais tampo também, porque às vezes tem rótulo raro que queremos mais informações e o aplicativo dá todas as características.



Por isso o Lado B lista agora alguns aplicativos para te auxiliar a entrar nesse delicioso mundo dos vinhos. E no fim tem mais uma dica importante de Ivan.


Vivino – Esse é o mais famoso e que revolucionou o consumo de  vinho no mundo inteiro. Grátis para iPhone e Android, o “Vivino Wine Scanner” possui um banco de dados com cerca de 500 mil rótulos, de 15 mil vinícolas. Ele dá informações sobre a composição, produção, harmonização e avaliações de outros usuários, é tipo uma rede social do vinho. Para isso, basta tirar foto do rótulo, que será reconhecido em seguida.


Snooth – Na mesma pegada do Vivino, está entre os aplicativos mais utilizados no mundo. Possui uma base ampla de dados gerada pelos próprios usuários, que compartilham informações. Tem também uma tecnologia de reconhecimento de imagem, permitindo procurar um vinho mediante fotos e o uso de diferentes filtros (país, preço, vinícola).


Hello Vino – É um aplicativo bem popular. Logo depois de fazer várias perguntas sobre os seus gostos e a situação na qual se encontra, recomendará um vinho adequado, dentro de sua base de dados. Mostra uma ficha completa do vinho, com origem, safra, preço aproximado e sugestões de harmonização para acompanhá-lo.


Enoblogs – Compatível com iPad e gratuito, esse aplicativo faz um compilado de posts publicados em alguns blogs sobre vinho, no Brasil e no mundo. O objetivo da ferramenta é multiplicar e promover a cultura da bebida entre iniciantes e admiradores.



Vinifera – App nacional, criado pela sommelière Alexandra Corvo, oferece informações sobre rótulos até R$ 100, organizados por preço, região de fabricação, sugestões de harmonização, tipos de uva e local de vendas. A proposta do aplicativo ainda reúne os dados com uma linguagem simples e acessível, democratizando o consumo de vinho.


Empolgou, né? Antes de ir comprar seu vinho, Ivan tem mais um conselho. “Depois que ele vai o mercado ele fica exposto. No transporte também, então tem toda essa questão de variação de temperatura. É bom sempre olhar se a rolha não está saltada, porque isso significa que o vinho entrou um processo de refermentarão”.


Sobre as melhores uvas, Ivan diz que as tintas são melhores pra começar. “A uva mais leve das uvas tintas é pinot noir, depois pode ir para um carménère, depois para malbec e, em seguida, cabernet sauvignon”.


Vai lá, mas beba com moderação!

Ivan acredita que os aplicativos ajudaram muito no mercado do vinho (Foto: Arquivo pessoal)

Também é possível acompanhar o trabalho de Ivan pelo seu Instagram @ivan.alves.sommelier.


 





PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE