PUBLICIDADE

Nioaque: com apoio do Estado, Município amplia Unidade Mista de Saúde Aroldo Lima Couto


PUBLICIDADE

21/07/2021 17h58

Nioaque: com apoio do Estado, Município amplia Unidade Mista de Saúde Aroldo Lima Couto

Publicado por: Ricardo Minella


 Secretário estadual de Saúde Geraldo Resende integra comitiva do governador Reinaldo Azambuja, que vai vistoriar a obra que vai transformar a unidade em hospital de pequeno porte e possibilitar implantação de uma maternidade no Município; também será assinado acordo de intenção que visa repasse de recursos para a compra de uma ambulância/UTI para Nioaque

Prosseguem as obras de ampliação e reforma da Unidade Mista de Saúde Aroldo Lima Couto, em Nioaque. Neste domingo, o secretário estadual de Saúde Geraldo Resende, que acompanha comitiva do governador Reinaldo Azambuja ao município, vai estar no local para verificar o andamento dos trabalhos, no período da manhã.

A reforma e ampliação da Unidade Mista Aroldo Lima Couto está sendo executada com apoio do governo do Estado, que já repassou mais de R$ 1.06 milhão para o Município. Somada a contrapartida municipal de R$ 286.548,24, a obra totalizará um investimento de R$ 1.353.331,54.

Com esses recursos está sendo executada uma reforma de 871,54 metros quadrados e construída uma área de 176,42 metros quadrados. A reforma e ampliação da Unidade Mista vai possibilitar sua transformação em hospital de pequeno porte, medida considerada imprescindível dentro da proposta de regionalização da saúde em Mato Grosso do Sul.

“A unidade não consegue, hoje, absorver toda a demanda de saúde do Município, que é localizado a 180 quilômetros da capital Campo Grande. Após a conclusão, a Unidade terá melhorias significativas, como por exemplo, farmácia 24 horas e uma maternidade municipal, que já está em fase de conclusão”, explica o secretário estadual de Saúde Geraldo Resende.

“Nossa meta é propiciar saúde pública de melhor qualidade por meio de parcerias com os prefeitos, pois sabemos que é nos municípios que o cidadão vive e é onde ele precisa ser atendido. E isso está inserido no processo de regionalização da saúde, determinação do governador Reinaldo Azambuja”, salienta o secretário.

Segundo o prefeito Valdir Couto Júnior, com a reforma e ampliação da unidade mista, os pacientes terão um atendimento de melhor qualidade, e os funcionários, condições de trabalho mais adequadas. “Pretendemos atender em cem por cento os usuários da rede municipal de saúde da área urbana e rural de Nioaque, lembrando que no município não existem clínicas particulares ou planos de saúde, ou seja, todos os munícipes são dependentes do Sistema Único de Saúde (SUS)”, explica.

O prefeito justifica a necessidade das melhorias lembrando que a saúde pública de Nioaque atende, além das famílias na área urbana, as dos quatro quilombolas, onze assentamentos e cinco aldeias indígenas. “Com a ampliação, o município terá como prioridade atender às famílias usuárias da rede municipal de saúde e região que necessitam de atendimento adequado”, complementa Valdir Júnior.

Maternidade

Após 12 anos, Nioaque voltará a ter maternidade municipal. Desde dezembro de 2009, não nascem bebês no município, após o fechamento do Hospital Apamin, porém com a implantação da maternidade, essa deficiência será suprida. “Nossa cidade conquista mais um importante investimento na saúde, voltada ao atendimento materno, uma área que que necessita da nossa máxima atenção por prestar serviços em um momento considerado tão sublime para qualquer mulher, que é o ato de ser mãe”, conclui o prefeito Valdir Couto Júnior.

Ambulância

Além do acompanhamento às obras da Unidade Mista Aroldo Lima Couto, o secretário Geraldo Resende e o governador Reinaldo Azambuja também vão assinar, junto com o prefeito Valdir Couto Júnior, termo de acordo para a transferência de recursos para Nioaque, da ordem de R$ 500 mil, para a aquisição de uma ambulância para o Município.

O veículo será utilizado no transporte de pacientes de alto risco em emergências pré-hospitalares, e/ou de transporte inter-hospitalar que necessitem de cuidados médicos intensivos. A ambulância (UTI) tipo D, será devidamente equipada com os materiais e equipamentos necessários.


 





PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • academia374
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE