PUBLICIDADE

Pescadoras, irmãs capturam pintado gigante de 1,75 metro e 60 quilos


PUBLICIDADE

24/08/2021 05h01 - Atualizado em 24/08/2021 18h44

Pescadoras, irmãs capturam pintado gigante de 1,75 metro e 60 quilos

"Presente" foi aniversário para uma delas, Maria Borin que completou mais um ano de vida com pescaria recorde

Por Paula Maciulevicius Brasil


Duas irmãs protagonizaram uma pesca e tanto neste final de semana, no Rio Dourados, região de Fátima do Sul, município 246 quilômetros distante da Capital. Maria Cassiana Borin e Graziele Borin pescaram um pintado "gigante", com mais de 60 quilos e 1,75m.
 
 
Segundo o site O Pantaneiro, as irmãs vieram de Curitiba, no Paraná para pescar no esquema "pesque e solte", no último sábado (21).
 
 
 
 
Graziele e Maria, irmãs pescadoras que bateram recorde este final de semana, no Rio Dourados. (Foto: Arquivo Pessoal)
O vídeo captou exatamente a surpresa delas e também do guia de pesca, Bruno Jorge. "Um dos maiores peixes que eu já vi em nosso rio e um belo presente para todo mundo", disse o guia.
 
A pescaria começou às 7h30 da manhã, e o grupo subiu o rio batendo cada um dos pontos indicados por Bruno Jorge, mas sem grandes resultados. "Aquela seria uma missão difícil, pois com a condição de seca que vivemos, a água se encontra num nível muito abaixo do normal. Além de que estava gelada, o que significa pouca atividade de peixes. Mas como pescadores natos que somos, jamais desistiríamos", disse o guia em entrevista ao O Pantaneiro.
 
Maria Borin em foto abraçando pintado gigante. (Foto: Arquivo Pessoal)
Maria Borin em foto abraçando pintado gigante. (Foto: Arquivo Pessoal)
 
Depois de fotos e até beijo, peixe foi devolvido à água. (Foto: Arquivo Pessoal)
As irmãs deram uma pausa e retornaram à pesca depois do almoço. Divididas em dois barcos, foi Graziele quem sentiu uma "pressão das grandes" na vara.
 
 
"Eu disse para ela para fazer um arremesso com isca artificial. Para nossa surpresa e felicidade, foi nessa hora que um peixe já de cara pareceu pesado deu uma 'puxada' na linha", conta o guia.
 
A partir daí, começou a "briga" e as irmãs sentiram que estavam para capturar um recorde. "Tentamos uma briga limpa, mas o peixe acabou indo para um enrosco. A linha foi parar numa galhada, na parte funda do rio. Tive a ideia de ir à frente do enroscamento, e senti que ele continuava por lá. Cortei a linha e a emendei rapidamente", recorda.
 
Graziele já estava cansada quando passou a vara para a irmã Maria que, inclusive, fazia aniversário na data. Depois de alguns minutos, a briga foi vencida e a surpresa foi descrita como "emoção inexplicável".
 
Nas imagens, as irmãs até beijam o pintado gigante. O peixe foi pesado, medido e oferecido à Maria como presente de aniversário.
 
Depois das fotos, o pintado foi devolvido para a água.
 
Depois de fotos e até beijo, peixe foi devolvido à água. (Foto: Arquivo Pessoal)
 




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • academia374
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE