PUBLICIDADE

Plantio da soja avança no Mato Grosso do Sul


PUBLICIDADE

20/10/2021 10h57

Plantio da soja avança no Mato Grosso do Sul

As equipes da MS Integração estão acompanhando o plantio em praticamente todas as regiões do estado

Vanessa Bordin Assessoria de Imprensa


 

 

 

O plantio da soja safra 2021/2022 avança no Mato Grosso do Sul. Após dias de chuvas intensas, muitos produtores aproveitam o tempo mais firme para entrar com as máquinas no campo e seguir com o plantio. As equipes da empresa MS Integração estão acompanhando o período em várias regiões do estado.

Uma orientação importante ao realizar o plantio é o cuidado com a distribuição das sementes, quem explica é o Vice-Presidente e Consultor-Técnico da MS Integração, Jair César Bresolin. Segundo ele, a distribuição é o que chamam de plantabilidade, um plantio mais uniforme por hectare.

“O primeiro passo é escolher uma boa semente, com vigor, e que apresente condições de germinar bem no solo. Depois, o produtor precisa estar atento aos ajustes na plantadeira, seguir velocidades das máquinas e a profundidade de plantio adequadas. Uma boa plantabilidade é o caminho para o sucesso de uma boa safra”, destaca Bresolin.

As últimas chuvas no estado, que ocorrem de forma mais regulares, favoreceram o avanço do plantio em algumas regiões e a previsão, de acordo com Jair César, é de que o plantio da soja seja concluído até o final de outubro na região Centro-Sul e até 10 a 15 de novembro na região Centro-Norte do Mato Grosso do Sul.

“Estamos na melhor época, e é preciso que o produtor aproveite estas condições. Na safra passada tivemos atraso no plantio da soja que acarretou atraso no plantio do milho também. Agora, as nossas expectativas são as melhores possíveis, mas sobretudo, o produtor deve avaliar o mercado, com essa alta nos custos de produção, e seguir um bom planejamento”, avalia.

A MS Integração participa e acompanha praticamente todos os municípios do estado, com trabalhos de consultoria, pesquisa agropecuária e oferecendo ao produtor a informação precisa, com credibilidade, acrescenta Jair. “Pensando em auxiliar o produtor da melhor forma, nós disponibilizamos técnicos treinados para orientar todos os nossos clientes na tomada de decisão, na escolha das melhores variedades para cada região e ao realizar o seu planejamento. Isso é extremamente importante para se alcançar melhores resultados, tanto em produtividade, quanto no retorno econômico”, pontua Jair Bresolin.

 

Região Centro-Sul

O Diretor-Presidente da MS Integração, Dirceu Luiz Broch, reforça que muitos produtores do estado já plantaram de 50 a 70% da soja, “como municípios de Ponta Porã, Aral Moreira, Laguna Caarapã que plantaram no pó antes de iniciar as chuvas no mês de outubro. Uma atitude de coragem, mas com bom senso de quem já tem experiência e segue um bom planejamento. Mas todo nosso time, desde os diretores, colaboradores e técnicos, estão em campo, focados no plantio e acompanhando o plantio.”, disse Dirceu.

Para ele, 50% da produtividade depende desse momento do plantio e o produtor não pode errar. “Se precisar deixar de 10 ou 12 plantas por metro, por exemplo, é necessário deixar. A soja tem que estabelecer no limpo, sem as plantas daninhas como buva e o capim-amargoso, então é um desafio muito grande esse processo, e o plantio é a metade da safra do ano”, salienta o Diretor-Presidente.





PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • academia374
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE