PUBLICIDADE

Corrêa pede e calamidade em Itaquiraí é aprovada devido a estragos causados por vendaval


PUBLICIDADE

21/10/2021 12h24

Corrêa pede e calamidade em Itaquiraí é aprovada devido a estragos causados por vendaval

Maisse Cunha


 Itaquiraí, distante 395 km de Campo Grande, foi fortemente afetada pelo vendaval do último final de semana. Como forma de apoiar a administração local a tomar as providências necessárias para reparar os danos causados, a Assembleia Legislativa reconheceu, por proposição do deputado estadual Paulo Corrêa, presidente da Mesa Diretora, a ocorrência do estado de calamidade pública no município.

 

Corrêa destacou os rastros de destruição deixados pelo vendaval em áreas rurais e urbanas do município, paralelamente às dificuldades enfrentadas em virtude da pandemia de Covid-19, nos dias 14 e 15 de outubro, situação reforçada pelo prefeito Thalles Tomazelli (DEM). “Diversas casas foram destelhadas, produção perdida, barracões destruídos. Nosso município sofreu muito com essas tempestades”, afirma. 

A tempestade, pontua o parlamentar, provocou a queda de várias árvores e postes na cidade, interditando vias de trânsito e causando danos à rede elétrica e, consequentemente, apagão em vários bairros da cidade, com prejuízos que ultrapassaram a capacidade de resposta do município”, justifica. A partir da homologação da medida, aprovada pela Casa de Leis nesta quinta-feira (21), o município poderá adotar medidas extraordinárias, e contar com maior mobilização dos órgãos estaduais, como a Coordenadoria de Defesa Civil, nas ações de resposta ao desastre e de reconstrução da cidade. O Decreto Legislativo vigerá enquanto perdurar a situação de emergência decretada pelo município ou pelo prazo máximo de 180 dias. 

Visita ao município – O presidente da Assembleia Legislativa visitará o município nesta sexta-feira (22), ao lado do secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel, para acompanhar de perto a situação e, também, assinar ordens de serviço para pavimentação, recapeamento, entrega de títulos de propriedade para moradores da Vila Betel e detalhes sobre a pavimentação da MS-488, no acesso ao Porto Santo Antônio, pedido reiterado por Paulo Corrêa ao governador Reinaldo Azambuja.

 




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • academia374
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE