PUBLICIDADE

45% dos profissionais de saúde ficarão doentes


PUBLICIDADE
  • mell280

13/01/2022 06h38

45% dos profissionais de saúde ficarão doentes

Por Mário Sérgio Lorenzetto


Quando o estresse supera a capacidade de trabalho, aparece a síndrome de desgaste profissional. A saúde física e mental dos profissionais da saúde está em risco elevado. Antes que se instalasse a pandemia, o sistema sanitário já estava submetido a um estresse considerável. Havia uma defasagem crônica entre os recursos disponíveis e uma demanda assistencial crescente. Nos quase dois anos de pandemia, muito foi feito para ampliar o sistema. E quando já se via uma luzinha no final do túnel, chega a ômicron.





Enorme quantidade de baixas profissionais.

Muitos já estão, outros serão infectados. Essa é a consideração da OMS sob as condições de trabalho dos profissionais de saúde. O número apresentado por essa entidade é assustador: 45% deles ficarão doentes nos próximos dias. Além do contágio pelo vírus, ansiedade, depressão e insônia serão comuns entre médicos e enfermeiros. Isso levará a um quadro insustentável entre os que permanecerem na ativa.



 


Convocar aposentados e estudantes.

A recomendação mundial é de convocar os profissionais aposentados e os alunos de último ano de medicina e de enfermagem, para minimamente sustentar as enfermarias hospitalares e os postos de saúde. Muitos profissionais se sentem inseguros exercendo uma medicina apressada e caótica, que não lhes dá nenhuma satisfação e os mantém na borda do colapso, aumentando a probabilidade de cometerem erros. Acrescentem a esse quadro o descontentamento dos pacientes, que percebem que a atenção se deteriora e transladam seus humores aos profissionais de saúde. É fundamental cuidar dos cuidadores.


 





PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • academia374
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE