PUBLICIDADE

Tudodoms: Em Maracaju, AGEMS conquista quase 200 novos Agentes em Ação pelo saneamento e a preservação ambiental


PUBLICIDADE
  • mell280

20/05/2024 12h34

Tudodoms: Em Maracaju, AGEMS conquista quase 200 novos Agentes em Ação pelo saneamento e a preservação ambiental

Publicado por: Gizele Oliveira


Maracaju, no sul do Estado, é o mais novo município onde a Agência Estadual de Regulação conquistou jovens estudantes para compor um time engajado de preservação ambiental, utilizando atividades lúdicas e práticas interativas de educação ambiental. O projeto executado pela Diretoria de Saneamento Básico e Resíduos Sólidos reuniu em torno de 175 estudantes do 3º ano do ensino fundamental, anos iniciais e oito profissionais da educação da Escola Municipal Mauricia Paré Gomes.
 
 
 
 
 
 
 
As atividades foram realizadas por turma, garantindo maior efetividade e interação com os estudantes que participaram de forma atenta e motivada. Os estudantes puderam identificar em seu cotidiano os diferentes eixos do saneamento básico – abastecimento de água tratada, coleta e tratamento de esgoto, limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos, drenagem e manejo de águas pluviais urbanas: as estruturas existentes para cada eixo nos serviços disponíveis no município; a descoberta de como exercitar, na prática e de forma simples, todo o aprendizado; e como cada um pode contribuir em casa, na escola, na praça.
 
 
 
 
 
 
 
“Nossa atuação vai além de simplesmente ensinar sobre a separar resíduos. O objetivo é cultivar valores profundos de responsabilidade e consciência ambiental”, conta o engenheiro ambiental e sanitarista João Lucas da Silva. “Observar a alegria, o entusiasmo e a sede de conhecimento nos olhos das crianças durante as atividades foi verdadeiramente inspirador. É gratificante saber que estamos ajudando a formar futuros cidadãos conscientes, preparados para tomar decisões que preservarão nosso meio ambiente”.  
 
Agentes em Ação
 
 
 
A educação ambiental que o projeto da AGEMS tem levado às escolas promove a cidadania e o protagonismo jovem estudantil com um convite que as crianças aceitam com entusiasmo: integrar o time de Agentes AGEMS em Ação, desempenhando missões especiais na escola, em casa e na comunidade.
 
 
 
Os novos agentes passam a ser identificados de forma simbólica por uma carteirinha, e assumem o compromisso de desempenhar algumas missões no seu dia a dia:
 
 
 
apagar luzes e dispositivos eletrônicos enquanto não estiverem usando;
 
aderir à coleta seletiva praticada no município;
 
não usar o vaso sanitário como cesta de lixo;
 
desligar a torneira ou o chuveiro enquanto escovam os dentes ou se ensaboam no banho;
 
recolher os resíduos de lanche quando fizerem passeios na natureza;
 
cuidar e respeitar os animais e a vegetação de seu bairro.
 
“E a missão mais importante é que compartilhem essas missões com a família, assim como as formas de acessar os canais de atendimento disponíveis quando observam vazamento de água tratada nas vias públicas, extravasamento de esgoto ou outros problemas na qualidade dos serviços”, reforça a diretora Iara Marchioretto.
 
 
 
Conhecimento e participação
 
 
 
Não apenas os estudantes são impactados pela AGEMS. A escola de Maracaju tem histórico de ações de educação ambiental e a coordenadora Gisele Santiago destacou que “o mais interessante é que as atividades foram trabalhadas de forma prática e em linguagem acessível, promovendo o entendimento dos estudantes”.Professora de leitura e produção de texto, Monise Ferreira considerou as atividades produtivas por promoverem a alfabetização para além do ambiente escolar. “São aprendizados que eles vão levar para a vida e poderão compartilhar com as famílias, que muitas vezes não têm conhecimentos sobre o acesso a serviços que fazem parte do nosso dia a dia”, lembrou.
 
 
 
 
 
Contando com as parcerias da Sanesul, da Secretaria de Educação do Estado, e da Ambiental MS Pantanal, além da Prefeitura Municipal e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, o resultado do trabalho em Maracaju pode ser comprovado no depoimento dos estudantes. Como João Lucas dos Santos Souza, orgulhoso de contar o tanto que aprendeu: “Foi muito legal, aprendi a reciclar, não poluir, e a fazer as coisas certas. Não jogar as garrafas, fraldas, tudo no mesmo lugar”, diz, lembrando muito do que observou nas atividades.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Eder Daniel, cuja mãe trabalha no Projeto Bairro Feliz, de limpeza urbana do município, é mais um jovem Agente em Ação que agora sabe muito mais sobre preservação da água, cuidados com o ambientem em que vive e sobre reciclagem e reuso. “Tem a coleta comum e tem a coleta seletiva”, diz, mostrando familiaridade com os novos termos que aprendeu. “A gente pode ajudar nossa mãe a catar o lixo e separar direito, o comum em um saco e o reciclável em outro”.Educação Ambiental na Escola Maurícia Paré Gomes