PUBLICIDADE

Em ano de crise, empresas do varejo contrataram 8% mais


PUBLICIDADE

29/06/2011 13h00

Em ano de crise, empresas do varejo contrataram 8% mais

Revista Veja


 O número de trabalhadores empregados pelo varejo brasileiro cresceu 8,02% em 2009, passando a 8,8 milhões de pessoas. Já o número de empresas do setor aumentou 4,57%, para 1,47 milhão. As informações fazem parte da Pesquisa Anual de Comércio 2009, divulgada nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O levantamento mostrou que o varejo manteve a liderança entre os setores que mais empregam, com 6,46 milhões de contratados, ou 73,4% do total. Respondeu também pela maior participação nos salários, retiradas e outras remunerações: a soma chegou a 58,9 bilhões de reais, ou 61,9% do total do país. Já a receita operacional líquida acumulou 661 bilhões de reais.

As empresas que mantiveram ocupadas até 19 pessoas representavam 97,5% do comércio varejista nacional. Foram elas também que mais contribuíram para as categorias receita operacional líquida, com 41,8% do total; salários e outras remunerações, com 53,2%; e pessoas ocupadas, com 63%. Empresas como mais de 500 pessoas empregadas responderam, por outro lado, por apenas 0,03% do setor varejista.

Atacado – O comércio atacadista, mesmo com apenas 158.700 empresas em operação – 1,04 milhão a menos que no setor varejista, que conta com 1,2 milhão de companhias –, contabilizou 677,8 bilhões de reais em receita operacional. O valor representa 43% do total, a maior participação dentre todos os setores analisados.

Já em relação ao pagamento de salários e número de pessoas contratadas, o atacado não se destacou: 25,3 bilhões de reais e 1,47 milhão de trabalhadores, respectivamente. Assim como no varejo, as empresas com até 19 pessoas empregadas responderam pela maior parte do setor atacadista, com 92,9% de participação.

A indústria automobilística foi a que menos contribuiu para o comércio. As 143,5 mil empresas em funcionamento empregaram 855,5 mil pessoas, ou 9,7% do total, e pagaram 10,9 bilhões de reais em salários e outras remunerações. A receita operacional líquida do setor chegou a 238, 5 bilhões de reais, 15,1% do total.





PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE