PUBLICIDADE

Investimentos levam qualidade de vida para a população de Jardim


PUBLICIDADE

30/07/2020 14h08

Investimentos levam qualidade de vida para a população de Jardim

Paulo Fernandes e Bruno Chaves, Subcom


 Além dos investimentos em saúde, Jardim (a 234 quilômetros de Campo Grande) está recebendo R$ 20,9 milhões em saneamento e infraestrutura. Com as obras, o Governo de Mato Grosso do Sul está levando esgotamento, pavimentação e drenagem e proporcionando qualidade de vida para a população. No total, são quase R$ 26,9 milhões no município.

Representando o governador Reinaldo Azambuja, o secretário Eduardo Riedel (Governo e Gestão Estratégica) entregou a implantação de 18.892 metros de rede coletora e 917 novas ligações domiciliares de esgoto, em um investimento de R$ 1,858 milhão - sendo R$ 858 mil de recursos próprios da Sanesul e R$ 1 milhão da Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

Riedel aproveitou a oportunidade para falar da importância do saneamento para a saúde da população e dos impactos do programa de Parceria Público-Privada (PPP) com o objetivo de atingir em dez anos a universalização do esgotamento nos 68 municípios atendidos pela Sanesul, com a garantia de um investimento de R$ 3,8 bilhões e uma tarifa sem custo adicional para os usuários desse serviço.

“As obras de saneamento são um marco de transformação enorme nesse estado. Em seis anos, Mato Grosso do Sul terá praticamente 90% [de cobertura de esgoto] com a concessão que estamos fazendo, da PPP lá na Bolsa de Valores de São Paulo. É dignidade para todo cidadão sul-mato-grossense. Chegar a 99% de cobertura de esgotamento sanitário em 10 anos não é tarefa fácil. Foram quatro anos de trabalho, planejamento, projeto, idas e vindas, e marco regulatório”, explicou Riedel. 

Ele também visitou obras de execução de 42,8 mil metros de rede coletora de esgoto na Vila Angélica I, com 2.329 ligações domiciliares e uma estação elevatória. O investimento é de R$ 5,897 milhões do programa Avançar Cidades.

Riedel autorizou ainda a licitação da pavimentação da Vila Angélica, no valor de R$ 10,348 milhões e destacou o impacto da Rota Bioceânica. “Quando a gente pensa em infraestrutura, não é só pavimentação. É pensar na logística, nos modais. Essa bioceânica está em funcionamento e vai ser um marco transformador no Estado porque tem um porto na beira do Rio Paraguai. Hoje são quatro previstos, um funcionando, um em construção e outro que é uma construção antiga que está em processo de transferência. São três portos funcionando em um curto espaço de tempo. Esse movimento de caminhão aqui dentro só tem a aumentar. E a ponte também faz ligação com o Pacífico, que nós nunca tivemos. O Brasil acabava ali em [Porto] Murtinho. Hoje ele continua, ele avança pela América do Sul. E Jardim está integralmente inseridos nesse ambiente”.

Outro investimento no município é a construção do prédio da Polícia Militar, no valor de R$ 2,935 milhões, garantindo mais segurança para a população. Também participaram da agenda em Jardim o secretário de Saúde, Geraldo Resende, o prefeito Guilherme Monteiro, o diretor-presidente da Sanesul, Walter Carneiro, além de outras autoridades.

 





PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE