PUBLICIDADE

Reinaldo Azambuja anuncia investimentos em mais 97 escolas estaduais, até 2022


PUBLICIDADE

25/11/2020 17h25

Reinaldo Azambuja anuncia investimentos em mais 97 escolas estaduais, até 2022

Publicado por: Adersino Valensoela Gomes Junior


 Em reunião com coordenadores regionais de educação, foi anunciado mais de 100 milhões de investimentos na infraestrutura das unidades escolares da REE.

 

Campo Grande (MS) – Governador Reinaldo Azambuja, juntamente com secretária de estado de educação, Cecilia Motta, secretário adjunto Edio Castro, estiveram, na manhã nesta quarta-feira (25.11), no Centro de Formação Professora Mariluce Bittar, em Campo Grande, participando da última reunião de trabalho de 2020, da Superintendência de Administração das Regionais (SUARE), com coordenadores regionais de Mato Grosso do Sul.

Governador anunciou mais de 100 milhões em investimentos em mais 97 escolas estaduais

A pauta da reunião, além dos assuntos pertinentes a pasta, também foi discutido com coordenadores, o cronograma em andamento, do Governo do Estado, através Diretoria-Geral de Infraestrutura, Administração e Apoio Escolar (DGIAPE), para reforma e adequação de unidades escolares da Rede Estadual de Ensino.

Governador Reinaldo Azambuja mencionou aos coordenadores que serão 97 escolas estaduais inseridas no cronograma de reforma e adequação, até 2022, sendo 13 escolas para iniciar obras de imediato, 10 unidades que já estão em fase de término, 21 escolas em tempo integral que são prioritárias, 28 com projetos no FNDE, com agenda marcada em Brasília, mais 28 escolas na segunda etapa do governo presente, ”serão mais de 100 milhões de investimentos na infraestrutura das 97 unidades escolares”.

Coordenadores regionais realizaram último encontro de 2020.

Reinaldo relatou também que a meta do Governo de MS é de ter, até 2022, 60% das escolas estaduais trabalhando no sistema de tempo integral, através do Programa “Escola da Autoria”, “será um legado que ficará para gerações, governantes se sucedem, política pública permanece, acredito muito, nos esforçamos ao extremo para essa meta desafiadora, que será modelo inovador de aprendizado e formação dos nossos jovens”.

MS destaque nacional

Governador relatou ainda que as reformas nas unidades escolares e implantação de escolas em tempo integral, somente são possíveis devido aos esforços em todos setores, não tenho problema algum em enfrentar todas pautas negativas, em reunião recente com 27 governadores, MS se destacou, “pois mesmo com retração global, devido a pandemia, estamos pagando salário de novembro nesta sexta, dia 1º o pagamento do décimo terceiro e programando para primeiro dia útil de janeiro o salário de dezembro”, relata.

MS é o estado que mais investem por habitantes, em 2019 foram R$ 496,00, sendo que o segundo estado, Espírito Santo, investiu R$257,00 por habitantes, de acordo com Azambuja, é devido ao esforço gigantesco com reformas estruturantes, reforma previdenciária e administrativa, medidas amargas no setor tributário, “equacionamos o ICMS do gás, através de uma briga com estados vizinhos, foi a diretriz para implantar políticas públicas que elevou a qualidade de vida da população de MS. Neste ano de Pandemia, de retração global, o PIB brasileiro vai encolher 4,5%, o PIB do MS vai crescer 2,5%, nosso estado é terceiro em geração de emprego na pandemia, ou seja, temos mais pessoas contratadas que demitidas, tivemos 12% de crescimento da indústria de transformação, são oportunidades surgindo em diversos setores, com educação inclusiva e muito mais resultados”, finaliza Azambuja.

Protocolo de volta às aulas foi anunciado na última segunda feira, em live da SED

Protocolo de volta às aulas

Secretária Cecilia Motta lembrou aos coordenadores regionais, que na segunda-feira (21.11), foi lançado Protocolo de Volta às Aulas de MS. O documento foi elaborado por uma comissão composta por 21 instituições e prevê o Ensino Híbrido no Estado, a partir do próximo ano, com aulas remotas e também presenciais, seguindo protocolos de biossegurança.

Criada em agosto deste ano, a Comissão Estadual Provisória de Volta às Aulas, é voltada para a discussão das condições ideais para a retomada das atividades presenciais nas unidades escolares do Estado e contribuiu na construção do Protocolo.

Secretária Cecília com coordenadores regionais, no Centro de Formação Mariluce Bittar

“Os materiais escolares já foram adquiridos e cada aluno da Rede Estadual de Ensino (REE/MS) receberá três máscaras reutilizáveis (laváveis). Já o ensino não presencial será possível por meio de ferramentas de parceiros, adotadas no decorrer deste ano pelas unidades de ensino da REE, como Google e Microsoft”, enfatiza professora Cecilia.

“A Comissão foi primordial na discussão de como se dará em 2021 o processo de retorno dos estudantes às escolas. A pandemia trouxe desafios enormes, mas propiciou que tivéssemos momentos, em conjunto, para refletir, discutir e decidir diferentes encaminhamentos. Essa comissão foi importante para nós, da Educação, porque apresentou alternativas sob diferentes olhares”, afirma secretária, que foi enfática ao mencionar que o retorno às aulas presenciais na REE somente vai acontecer quando houver uma recomendação científica, “O protocolo é importante, norteia as ações, mas é a ciência que vai nos dizer se vamos voltar ou não. Vamos continuar ouvindo a ciência", finalizou.

Para o retorno das atividades presenciais, foi definido um protocolo de biossegurança com aferição de temperatura, medidas de higienização constante, colocação de dispensers com álcool em gel, cartazes informativos, horários diferenciados para entrada e saída dos alunos, turmas divididas respeitando distância mínima de 1,5 metro por estudante e uso de bebedouros apenas para encher garrafas.


 





PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • academia374
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE