PUBLICIDADE

Chamado de 'preto' e 'fedido', jovem denuncia vizinho por injúria racial


PUBLICIDADE

29/11/2020 09h30

Chamado de 'preto' e 'fedido', jovem denuncia vizinho por injúria racial

Rapaz de 24 anos levava o lixo da loja onde trabalha para fora quando começou a ser agredido verbalmente por senhor de 60 anos

Por Lucia Morel


 Jovem de 24 anos denunciou o vizinho da loja onde trabalha, em Corumbá, por injúria. Na manhã de ontem, enquanto levava o lixo do estabelecimento para fora, foi abordado pelo senhor de 60 anos que o agrediu verbalmente, chamando-o de burro.

 
 
De dentro do carro onde estava, o vizinho teria dito: “Tire esse lixo dai, pois você não pode colocar na minha lixeira seu burro!”. Sem querer dar atenção ao fato, o jovem voltava para dentro da loja quando o idoso desceu do carro e continuou a violência verbal, chamando o jovem de “ladrão”, “fedido” e “escravo”.
 
O Anúncio termina em 30s
“Seu ladrão! Sua raça é suja! Você não passa de um preto fedido escravo dessa Loja Oxigênio!”, gritou o vizinho, sem razão aparente. A vítima então disse que iria processar o homem, porque “você não pode me tratar assim”, ao que o idoso revidou, dizendo que “vai me processar como, se você não tem dinheiro para pagar advogado? Você é um negro escravo dessa loja!".
 
Após essa agressão, o vizinho subiu novamente no carro e foi embora. A vítima, que relatou o caso à polícia, informou que tanto o circuito de câmeras quanto colegas do trabalho, também funcionários da loja, podem comprovar as agressões.
 
O boletim de ocorrência foi registrado na 1ª Delegacia de Polícia de Corumbá como injuria, quando essa consiste na “utilização de elementos referentes a raça, cor, etnia, religião, origem ou a condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência”.
 
 




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • academia374
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE