PUBLICIDADE

Filtro forçado fez destino de MS ter cor de água trocada com 'Bahamas'


PUBLICIDADE

21/02/2021 14h07

Filtro forçado fez destino de MS ter cor de água trocada com 'Bahamas'

Na foto postada em rede social, influenciadora transformou o azul cristalino das águas do Boca da Onça, de Bodoquena, em turquesa

Por Raul Delvizio


 Comum aos turistas que visitam as belezas naturais de Mato Grosso do Sul, o registro de fotografias anda virando um "abuso". Mania de viajante, principalmente daqueles que compartilham seus relatos nas redes sociais, o uso de filtro forçado acabou por transformar as águas do atrativo Boca da Onça, em Bodoquena, distante 269 quilômetros da Capital, praticamente em uma "Bahamas" sul-mato-grossense.

 
A pergunta da vez é: precisava, minha filha?
 
Desta vez, foi uma influenciadora curitibana que exagerou na dose do filtro e até virou piada em uma página de cachoeiras do Brasil no Instagram. Questionada pelos internautas, comentários foram os do tipo: "tanta edição que até as pedras ficaram azul turquesa". "Achei que fosse na Tailândia (risos)", disse um usuário, que recebeu a seguinte resposta: "não, não, é nas Maldivas!, brincou outro.
 
"Tentar mostrar algo somente pelas aparências vai contra a própria lei da natureza, da renovação, da liberdade. Que triste saber com um local desses pode ter sido tratado desta forma", considerou outra pessoa.
 
Com mais de 4 mil curtidas, alguns comentários do post foram bem irônicos (Foto: Reproducão/Instagram)
Com mais de 4 mil curtidas, alguns comentários do post foram bem irônicos (Foto: Reproducão/Instagram)
A situação também acontece em outros lugares do estado. Em Rio Verde, distante 160 quilômetros de Campo Grande, Rafinha Arruda – que também é proprietário de um atrativo na região – sabe bem como é isso. "Tem vezes que nem reposto a foto do turista por estar demais de exagerada", revelou.
 
"A divulgação espontânea dos turistas e influenciadores de viagens é sempre válida, mas tem que ter um equilíbrio com a natureza local. Filtros que visam 'melhorar' os tons de cores, na realidade, reforçam algo que não existe ali, só na foto. Até acabam distorcendo a visão do próximo visitante que vier, pois ele pode ficar decepcionado ao não encontrar aquilo que achava que fosse", esclarece.
 
"O Brasil tem belezas fantásticas do mesmo jeito, assim como o interior de MS. Não é preciso tornar o que já é belo em mais lindo ainda", opina.
 
O Campo Grande News não obteve resposta do Boca da Onça.
 
 




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • academia374
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE