PUBLICIDADE

Em MS, governador gaúcho elogia Reinaldo e compara gestões


PUBLICIDADE
  • mell280

11/09/2021 07h07 - Atualizado em 11/09/2021 08h09

Em MS, governador gaúcho elogia Reinaldo e compara gestões

Por Adriel Mattos, Caroline Maldonado e Nyelder Rodrigues


 Disputado – O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, foi mais uma vez cortejado pelos presidenciáveis do PSDB na sexta-feira (10) com a visita do chefe do Executivo estadual gaúcho, Eduardo Leite. O pré-candidato fez questão de comparar sua gestão no Rio Grande do Sul com a do colega sul-mato-grossense.Governadores Reinaldo Azambuja e Eduardo Leite chegam em encontro tucano (Foto: Kísie Ainoã)

 
 
Amigos – “Mato Grosso do Sul e o Rio Grande do Sul estão unidos pelo desenvolvimento. O agronegócio nos une, move nossas economias”, frisou. O voto de Reinaldo nas prévias tucanas tem maior peso, o que atrai o interesse dos quatro postulantes. Além de Leite, estão no páreo o governador de São Paulo, João Doria, o senador Tasso Jereissati (CE) e o ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio.
 
Passaporte da vacina – Apesar do prefeito Marquinhos Trad (PSD) já ter afirmado que não vai instituir no “passaporte digital da vacina” para acesso a eventos e que isso nem é de competência do município, surgiu mais um projeto sobre o tema. Temendo que a vacinação se torne obrigatória, o vereador Thiago Vargas (PSD) quer proibir a obrigatoriedade e o tal passaporte, além de qualquer penalidade para servidores que se recusem a tomar a vacina.
 
Não pode? – O parlamentar argumenta que a lei seria para garantir a soberania e o respeito aos princípios constitucionais. A justificativa do projeto ignora o aval do STF (Supremo Tribunal Federal) para que governos estaduais e municipais possam estabelecer medidas legais pela obrigatoriedade da vacina contra covid-19. Os poderes só não podem determinar a vacinação forçada.
 
Mais um – O projeto é mais um na lista das tentativas dos vereadores de legislar sobre o tema. Já são três propostas nessa área. O último foi apresentado em agosto pelos vereadores Camila Jara e Ayrton Araújo, ambos do PT. O projeto quer tornar obrigatória a exigência do comprovante de vacinação em eventos culturais, matrícula em escolas, entre outros.
 
Mais dois – Outro projeto é do vereador Otávio Trad (PSD) para que seja instituído o “Passaporte Digital de Imunização”. O proposto pelo Epaminondas Neto, o Papy (Solidariedade) é para criar a “Free Covid Zone”.
 
 
Homenageado – Visitando Campo Grande ontem (10) para debater sua candidatura às prévias tucanos para definir o candidato a presidente pelo partido, o governador gaúcho Eduardo Leite retorna para seu estado com o título de Visitante Ilustre, concedido pela Câmara Municipal campo-grandense.
 
Novos planos – Conhecida por participar de várias licitações, a empresa Brink Mobil Equipamentos Educacionais pediu licença para a Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana) para ampliar suas atividades e passar a fabricar brinquedos e jogos recreativos não autorizados na atual licença.
 
Infrações – Dos 20 recursos do Consórcio Guaicurus contra multas aplicadas pela Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), 15 foram recusadas pelo órgão e cinco foram aceitos e, assim, anulados por comissão de trânsito.
 
Pegou o bonde – O diretor-presidente da Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer), Marcelo Miranda, será o nome de Mato Grosso do Sul na Sérvia, onde estará como chefe da delegação brasileira dos Jogos Mundiais Escolares sub-15. A competição internacional começa neste sábado vai até o dia 19.
 
 
 




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • academia374
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE