PUBLICIDADE

PGR denuncia ao STF deputado bolsonarista por ter forjado o próprio atentado


PUBLICIDADE

04/10/2021 14h17

PGR denuncia ao STF deputado bolsonarista por ter forjado o próprio atentado

Segundo o MPF, Loester Trutis praticou comunicação falsa de crime, além de porte ilegal e disparo de arma de fogo. Investigadores dizem que parlamentar tentou explorar o fato politicamente.

Por Márcio Falcão e Fernanda Vivas, TV Globo — Brasília


 A Procuradoria-Geral da República denunciou ao Supremo Tribunal Federal (STF) o deputado federal Loester Trutis (PSL-MS) por comunicação falsa de crime, porte ilegal de arma de fogo e disparo de arma de fogo. Loester é acusado de ter forjado o próprio atentado a bala.

O caso começou a ser investigado no ano passado, quando o deputado bolsonarista afirmou que foi vítima de uma “emboscada” na rodovia BR-060, entre Sidrolândia (MS) e Campo Grande (MS). O carro que era dirigido por um assessor foi atingido por tiros nos vidros traseiros e na lateral.

O próprio parlamentar postou imagens do veículo nas redes sociais e se dirigiu à Superintendência da Polícia Federal, onde formalizaram a denúncia de suposta tentativa de homicídio.

O deputado Loester Trutis, à esquerda, e o carro dele após o suposto atentado, à direita — Foto: Divulgação e Loester Trutis/arquivo pessoal

O deputado Loester Trutis, à esquerda, e o carro dele após o suposto atentado, à direita — Foto: Divulgação e Loester Trutis/arquivo pessoal

 
 




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • academia374
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE