PUBLICIDADE

Agepen designa novos diretores para presídios de Naviraí, Nova Andradina e Três Lagoas


PUBLICIDADE

21/10/2021 12h35

Agepen designa novos diretores para presídios de Naviraí, Nova Andradina e Três Lagoas

Publicado por: Keila Terezinha Rodrigues Oliveira


 A edição do Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (20.10) traz a designação, pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), de novos diretores para a Penitenciária de Segurança Máxima de Naviraí (PSMN) e para o Estabelecimento Penal Masculino de Nova Andradina (EPMNA).

A Agepen nomeou o servidor da área de Segurança e Custódia, Jonas dos Santos Ferreira, para a direção do presídio de Naviraí, em substituição ao servidor da área de Segurança e Custódia, Rogério Capote, que deixou o cargo para dirigir a unidade de Nova Andradina.

Servidor da Agepen desde 2008, Jonas conhece bem a rotina da PSMN, onde atuava como chefe de Segurança antes de assumir a direção. Ele também integrou o Comando de Operações Penitenciárias (COPE), com o alto nível de treinamento que o grupo especial exige, além de possuir especialização em Gestão Prisional e Gerenciamento de Crises.

Para o novo desafio, o dirigente quer estreitar laços de atuação com outras forças de segurança e atuar, junto com sua equipe, “para o fiel cumprimento às diretrizes da Lei de Execução Penal, dando andamento também às realizações da gestão anterior”.

Legado

À frente da Penitenciária de Naviraí desde maio de 2016, Rogério Capote, acumulou diversas homenagens em reconhecimento ao trabalho prestado, deixando como legado uma forte articulação com outras instituições que compõem a Execução Penal, forças de segurança e poder público municipal; além de ações significativas iniciadas durante sua gestão por ele e sua equipe, como o Sistema de Escolta Penitenciária (SEP), vencedor do Prêmio Sul-Mato-Grossense de Inovação na Gestão Pública, em 2019, alcançando a segunda colocação na categoria “Práticas Inovadoras de Sucesso”.

Conquistas que o dirigente pretende repetir no EPMNA, a partir de agora. “Nosso objetivo é fazer de Nova Andradina referência nos presídios de média complexidade, com foco na segurança, disciplina e tratamento penal, visando a ressocialização, que é uma das principais missões da Agepen”, destaca o diretor, que está há 20 anos na carreira, é formado em Pedagogia em Gestão Prisional e possui pós-graduação em Tratamento Penal e Administração Penitenciária.

Três Lagoas 

O Estabelecimento Penal Feminino de Três Lagoas também está sob nova gestão. Servidora da Agepen há 11 anos, Juciane Aparecida Tiburtino Alves Lopes é pós-graduada em Gerenciamento de Crises. Ela assume em substituição à Leonice Miranda Rocha Guarini, que esteve à frente da gestão desde dezembro de 2013. Ambas da área de Segurança e Custódia, a designação foi a contar a partir de 15 de outubro de 2021.

"Estou muito lisonjeada por estar à frente desta unidade prisional e pretendo cumprir com as minhas obrigações e atribuições com muito afinco e responsabilidade, mantendo meu compromisso de sempre, continuarei respeitando e contribuindo para uma gestão eficaz, humanitária, com posicionamentos, a autonomia, respeito, ordem, disciplina, trabalho em equipe, o protagonismo e a plural diversidade, pois estes são elementos que, indubitavelmente, fundamentam a consolidação daquele processo a que chamamos de ressocialização",  afirma a nova diretora, agradecendo a direção da Agepen pela confiança.

Juciane também dará continuidade a ações positivas promovidas no presídio, iniciadas ao longo dos oito anos em que Leonice esteve na direção, desenvolvendo diversas ações de destaque voltadas à ressocialização das reeducandas, além obras de reestruturação que possibilitaram instalação de oficinas de trabalho e ampliação do ensino e projetos voltados à educação.

Outra importante marca de sua gestão foram iniciativas que beneficiaram a população da cidade, como a parceria com o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora na confecção de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os profissionais de saúde durante o enfrentamento à pandemia, além da produção de kits lúdicos para crianças que ocupam leitos de pediatria, entre outros.