PUBLICIDADE

Justiça mantém prisão de vereador que derrubou bebê e agrediu esposa e enteada


PUBLICIDADE

25/01/2022 11h41

Justiça mantém prisão de vereador que derrubou bebê e agrediu esposa e enteada

Diego Carcará segue em uma das celas da 1ª delegacia, de onde deve ser transferido para um presídio

Por Viviane Oliveira e Helio de Freitas


 Em audiência de custódia realizada ontem (24), a Justiça manteve a prisão do vereador de Fátima do Sul, Diego Candido Batista (PSD), 33 anos, conhecido como Diego Carcará. Ele foi preso na noite de domingo (23), após derrubar o filho de 1 ano no chão e agredir a esposa e a enteada a chineladas.



Conforme apurado pelo Campo Grande News, Diego segue em uma das celas da 1ª Delegacia de Polícia Civil do município, de onde deve ser transferido para um presídio. A reportagem tentou contato com a defesa dele, mas as ligações não foram atendidas.

Diego "Carcará" teve a prisão em flagrante convertida em preventiva. (Foto: Reprodução/Facebook)

Em depoimento à Polícia Civil, a esposa do vereador contou que o desentendimento começou por volta das 18h, logo após a família retornar para a cidade. O casal e os 4 filhos passaram o domingo com familiares em Dourados e Diego havia consumido bebida alcoólica durante todo o dia. Ao chegar em casa, o vereador deixou o bebê cair.

Na sequência, a mulher pediu para que a filha, de 12 anos, enteada do vereador, pegasse a criança e tentasse acalmá-la em outro cômodo da casa. Mas ele foi atrás da adolescente e pegou novamente a criança, que estava em prantos. A esposa tentou segurar o bebê, mas começou a ser xingada pelo marido.

O vereador só largou o filho no momento em que partiu para cima da enteada e a atingiu com uma chinelada no ombro. Ao tentar defender a filha, a mulher também foi agredida com chineladas no rosto. A vítima, então, se trancou em um quarto no fundo do imóvel e acionou a Polícia Militar. Na 1ª Delegacia da Polícia Civil, onde o caso foi registrado, o vereador ainda teria ameaçado a mulher. "Se você continuar, vai ser pior para você", conforme apurado pela reportagem.

Em depoimento, a vítima contou que tinha brigado e sido ameaçada pelo marido em outras ocasiões, mas que esta era a primeira vez que denunciava as agressões à polícia. Diego Carcará foi preso por violência doméstica e ficou em silêncio durante o depoimento. A esposa do vereador solicitou medidas protetivas de urgência contra o marido.



 




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • academia374
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE