PUBLICIDADE

Rio Brilhante confirma mais 19 pessoas de frigorífico contaminados por vírus


PUBLICIDADE

28/05/2020 11h21

Rio Brilhante confirma mais 19 pessoas de frigorífico contaminados por vírus

Prefeito diz que número de casos pode chegar a cem em 5 dias devido à contaminação de moradores que trabalham na Seara

Por Helio de Freitas, de Dourados


Tendas montadas para atender casos suspeitos de coronavírus em Rio Brilhante (Foto: Divulgação) - CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

 O número de casos confirmados do novo coronavírus aumentou quase 200% de ontem para hoje em Rio Brilhante, cidade a 160 km de Campo Grande. E o motivo do crescimento é a infestação do vírus entre funcionários da indústria Seara/JBS, localizada em Dourados.



A cidade de 30 mil habitantes tem agora 26 casos confirmados. Eram sete até esta ontem (27) – cinco deles trabalhadores da indústria identificados nas barreiras montadas há dez dias nos acessos da cidade. De todos os moradores que já testaram positivo para covid-19, um é empresário, 25 são funcionários da JBS e o 26º é marido de uma das funcionárias da indústria.

Em transmissão ao vivo na manhã desta quinta-feira, o prefeito Donato Lopes da Silva (PSDB) disse que o alto índice de contágio entre trabalhadores da indústria é alarmante. Segundo ele, 159 moradores de Rio Brilhante que trabalham na JBS já foram testados. Hoje a prefeitura recebeu 40 resultados, 21 deram negativo e 19 deram positivo.

“Se continuar nesse ritmo, teremos cem casos em quatro, cinco dias. Corremos o risco de ser a nova ‘Guia Lopes da Laguna’”, afirmou o prefeito se referindo à cidade da região sudoeste onde a infestação iniciada em frigorífico espalhou o vírus entre os moradores.

Rio Brilhante tem 194 moradores que trabalham na Seara/JBS. Já passaram pelo teste 159 funcionários e os demais não procuraram a tenda-ambulatório montada pela prefeitura no centro da cidade para atender casos suspeitos de coronavírus. Equipes da Secretaria Municipal de Saúde estão indo de casa em casa, para submetê-los ao exame.

Donato Lopes disse que se a doença começar a se espalhar entre os demais moradores, vai endurecer as medidas e já admite fechar o comércio de novo.

“O grande risco é a circulação das pessoas, nossa taxa de isolamento é muito baixa. Ainda estamos conseguindo rastrear os casos, mas hora que surgir primeiro caso fora desses funcionários, vamos ter que fechar comércio por dez dias. Se todo mundo se unir, talvez não precise fechar”, afirmou o prefeito.





PUBLICIDADE
  • WhatsApp TUDODOMS459
PUBLICIDADE
  • academia374
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE