PUBLICIDADE

UFU realiza edição online do Arte na Praça no próximo domingo (25)


PUBLICIDADE

20/10/2020 07h58

UFU realiza edição online do Arte na Praça no próximo domingo (25)

assessoria


 

Line-up do festival conta com Mc Tha e artistas independentes da região

No dia 25 de outubro, às 15h, a Universidade Federal de Uberlândia (UFU) promove uma edição online do Arte na PraçaCom transmissão ao vivo pelo canal no YouTube da UFU (www.youtube.com/CanalDaUFU), da TV Universitária (sinal 4.1 em Uberlândia) e da Universitária FM (107,5 FM), o festival conta com o line-up de cinco artistas e grupos: Mc Tha (SP), Fernanda Vital e Banda (MG), Lizandra (MG), Enzo Banzo e Jack Will (MG), e Uiara (MG). O projeto de cultura da Pró-reitoria de Extensão e Cultura (Proexc), por meio de sua Diretoria de Cultura (Dicult), ocorre desde 2003 com o objetivo de valorizar artistas independentes na intenção de promover e democratizar o acesso no campo da cultura ao incentivar as trocas entre artistas locais, regionais, nacionais e o público.

O Arte na Praça é um dos projetos mais longevos da UFU e já contou com a participação de grandes artistas de renome nacional, como Tulipa Ruiz, Jair Rodrigues, Luiz Melodia, Cátia de França e Paulo Miklos. Tradicionalmente, o festival acontece em locais públicos e com acesso gratuito, contudo, devido à pandemia da Covid-19, em 2020 o evento precisou ser repensado. “Este ano, em função da pandemia e das constantes reduções orçamentárias, os desafios para o setor cultural são ainda maiores, especialmente quando pensados na relação com a Educação. Mas a opção pelo formato on-line para o Arte na Praça nos dá a possibilidade de manter a regularidade dessa importante ação cultural no contexto da UFU”, destaca Alexandre Molina, Diretor de Cultura da UFU.

Neste ano, o festival ainda apoia a campanha “UFU Solidária”, promovida pela Proexc, e o público poderá contribuir com doações que serão destinadas a grupos vulneráveis decorrente da pandemia do novo coronavírus.

SERVIÇO
Arte na Praça – Edição online
25 de outubro às 15h
Transmissão pelo canal do YouTube da UFU: www.youtube.com/CanalDaUFU
Transmissão pela TV Universitária (sinal 4.1) e Universitária FM (107,5 FM)
Instagram: www.instagram.com/artenapraca.ufu
Dúvidas e outras informações: arco@rtu.org.br
 
CONTATO PARA ENTREVISTAS
Alexandre Molina – (34) 9 8426 1832

ASSESSORIA DE IMPRENSA
Arco Produções
arco@rtu.org.br 
 
CONHEÇA OS ARTISTAS:

Mc Tha

Imagina só misturar mpb com funk e afrobeat? Esse é o som de Mc Tha, nascida e criada na capital paulista. Desde adolescente ela tem amor incondicional pela música. Após a temporada de espera marcada por cinco singles e o EP acústico “Versões”, nasceu o Rito de Passá, primeiro álbum da MC Tha. Produzido de forma independente, nas idas e vindas da casa do Pedro (Pedrowl), no computador de um quarto na Santa Cecília; é regido por meio da faixa Rito de Passá: “ritual diário que nos ensina a viver o hoje. As dores, as alegrias, as inseguranças, a espera!”. Não é um álbum que se resume a um ritmo ou a um levantar de bandeiras, pelo contrário, está sempre em constante movimento passeando pelas lembranças mais íntimas de Thais, percebidas tanto nas letras quanto nas experimentações sonoras de Ubunto, Jaloo, Malka, Felipe Cordeiro, DJ Tide e MU540; estruturadas e também produzidas pelo diretor musical do álbum Pedrowl. 
Fernanda Vital e Banda (MG)

De Ribeirão Preto (SP), Fernanda Vital se encantou por Uberlândia e faz da cidade a sua morada há quatro anos. Na carreira, são mais de 15 anos de estrada, desde o seu primeiro projeto. A música pulsa e é o que move todos os passos da artista. Descrevemos o seu som como um pop recheado de beats eletrônicos e uma pitada de brasilidades. 

O primeiro álbum de Fernanda Vital traz do conceito de mímesis a liberdade de pensamento, a intimidade com a natureza, a capacidade de transformação. Representa os espaços entre as palavras e as coisas, na tentativa de dizer o que se sente.

Na sonoridade, traz a mistura dos beats, dos synths e dos timbres metalizados, pensados em linguagem contemporânea, somados a referências diversas da música do mundo e da cultura popular brasileira, que aparecem de forma sutil conforme a música vai sendo degustada, resultando em um álbum intimista e envolvente, mas ao mesmo tempo totalmente dançante e ritmado.
Lizandra (MG)

Mineira como o Arte na Praça, Lizandra nasceu em Guimarânia (MG), mas fez morada em Patos de Minas (MG). A voz e o som da cantora é brisa suave e boa, que acalenta e faz a vida mais leve. 

Cantora e compositora, Lizandra é uma das poucas mulheres da sua região a levantar a bandeira da música autoral e um dos principais nomes atuantes e promissores na sua cidade. A artista soma quase 13 mil seguidores no Instagram e tem fãs espalhados por todo o Brasil. Lizandra encontrou na música sua forma de existência e resistência. Sua sensibilidade e intensidade se confundem na hora de cantar as angústias, amores e questões existenciais que permeiam sua vida.

A artista lançou seu primeiro EP autoral em 2014, quando ainda começava a se entender e se construir como artista. Percorreu palcos importantes de eventos e festivais de música de seu estado e tem sua base musical construída pelos inúmeros barzinhos em que já se apresentou.
Enzo Banco e Jack Will

Enzo Banzo nasceu em Ibiá (MG) e mudou-se para Uberlândia há mais de 20 anos. O vocalista do Porcas Borboletas fez sua carreira e sua voz ficarem conhecidas por toda a região. Em seu show, traz a poesia em forma de música e no Arte na Praça ele não vem sozinho, vem acompanhado do incrível Jack Will.

Músico e escritor, Enzo Banzo une suas duas facetas em seu primeiro disco solo, “Canção Escondida”, em que cumpre o desafio de musicar poemas de autores como Luís de Camões, Carlos Drummond de Andrade, Paulo Leminski, Arnaldo Antunes, Alice Ruiz, Danislau, Marcelino Freire, Cleusa Bernardes – mãe do artista – e Clara Averbuck.

Jack Will iniciou sua atuação na área musical em 2002 com a banda Mapa Mundi, tocando nos bares de Uberlândia. Em 2017 ingressou no curso de Graduação em Música (Percussão) da UFU. Na carreira, além de ter passado por várias bandas, o músico já subiu em palcos de grandes festivais, entre eles o “Love Box” e “Festival Brasil”, em Londres. 
Uiara




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • academia374
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE