PUBLICIDADE

TRE confirma eleição em Sidrolândia no domingo e segue com preparativos


PUBLICIDADE

10/06/2021 17h16

TRE confirma eleição em Sidrolândia no domingo e segue com preparativos

Contudo, a campanha eleitoral deve encerrar nesta quinta-feira (10) e ficar apenas nas redes sociais

Por Nyelder Rodrigues e Gabriela Couto


 As eleições suplementares em Sidrolândia - cidade localizada a 71 km de Campo Grande - seguem confirmadas para o próximo domingo (13), mesmo após a mudança de bandeira do Prosseguir de vermelha para a cinza no município, exigindo medidas mais restritivas para conter o avanço da covid-19 em toda a região.

 
 
Com isso, seguem os preparativos para o pleito, que deve começar às 7h em 20 seções eleitorais e contar com 99 urnas eletrônicas, além de 40 reservas. A votação vai até às 17h, com previsão do resultado estar pronto até no máximo 19h.
 
Servidores fazendo últimos ajustes e inserção de mídias nas urnas eletrônicas para domingo (Foto: Paulo Francis)
 
 
"Essa é a segunda tentativa de eleição em Sidrolândia, já que a primeira foi adiada justamente por causa da covid. Porém, se fosse suspender agora, o dano seria maior, acreditamos", explica o juiz eleitoral da cidade, Claudio Muller Pareja.
 
O magistrado também comenta que para a Justiça Eleitoral o maior risco de contágio era durante a campanha, sendo reduzido no dia de votação - que será para definir apenas o novo prefeito sidrolandense. "A população vai ficar no máximo 15 minutos esperando para votar e terão todas normas de biossegurança obedecidas", frisa.
 
No dia da votação, a recomendação de Pareja é que os eleitores compareçam com seus documentos de praxe já em mãos para acelerar o processo e também levem suas próprias canetas para assinar a folha de presença, além de usá-las com a parte de traz na hora de digitar o número do candidato escolhido.
 
"Pedimos também aos que não tiveram contato com algum caso suspeito de covid ou tenha algum sintoma da doença para não comparecer e expor mais pessoas a esse risco. Além disso, os idosos terão prioridade na votação até às 11h. Todo mundo, sem exceção, deve usar máscara de proteção e respeitar o distanciamento", diz Muller.
 
 
Juiz eleitoral Claudio Muller explica que novo adiamento seria mais danoso ainda e lista medidas de biossegurança (Foto: Paulo Francis)
Reta final - Nesta quinta-feira (10), os candidatos terão que cessar suas campanhas nas ruas, seguindo apenas nas redes sociais, já que o decreto que mudou o grau de risco da covid em Sidrolândia não permite mais tais atividades a partir de sexta (11).
 
 
Em acordo feito com o Ministério Público, os candidatos já estavam vedados de realizar comícios e atos que poderiam gerar aglomerações, além de realizar reuniões em locais particulares com quantidade de pessoas que desrespeitasse os limites em vigor no municípios naquele momento, além do uso obrigatório de máscaras e álcool em gel.
 
Também hoje, foi feita a inserção das mídias nas urnas que serão usadas no pleito. Nos próximos dois dias, haverão fiscalização e vistoria nos locais de votação. Ao todo, 161 mesários já foram vacinados para poder participar da eleição.
 
Concorrem nessa eleição a atual prefeita interina Vanda Camilo (PP) e o ex-prefeito Enelvo Felini (PSDB) - que já tinha concorrido em 2020 e perdido para Daltro Fiuza (MDB), porém esse não teve seu recurso deferido pela Justiça Eleitoral.
 
Assim, a recém eleita presidente da Câmara, Vanda, ficou no cargo de prefeita de forma provisória. Com uma nova eleição marcada, Fiuza indicou sua esposa Rosi para vice de Vanda, enquanto Felini escolheu Moacyr de Almeida (Patri).
 
Contudo, Enelvo, Josi e Moacyr pegaram covid e o pleito de abril foi adiado para junho. Enelvo e Josi se recuperaram, enquanto Moacyr não resistiu e morreu nesta semana, sendo então substituído por Lúcio Basso (DEM). Porém, ontém, dois dias após o anúncio, o nome de Basso foi retirado e para a entrada de Sérgio Ocampos, também do Patri.
 
 
 




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • academia374
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE