PUBLICIDADE

Estudantes de MS estão entre os que mais "matam" aulas sem autorização


PUBLICIDADE

10/09/2021 16h17

Estudantes de MS estão entre os que mais "matam" aulas sem autorização

Por Aletheya Alves |


 Pesquisa divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) indica que 20,2% dos estudantes de Mato Grosso do Sul faltam às aulas sem autorização dos pais. É o clássico "matar aula", agora em estatística. Os resultados fazem parte da PeNSE (Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar) 2019.

 
 
Conforme ranking do IBGE, o resultado dos alunos, entre 13 e 17 anos, ficou em 4º lugar no país. Entre o sexo masculino, 21,6% relataram que faltam sem avisar aos pais, enquanto o resultado do sexo feminino foi de 18,8%.
 
Alunos retornando às aulas presenciais em Campo Grande. (Foto: Arquivo/Paulo Francis)
 
Em relação ao estudo passado anteriormente, em 2015, houve uma queda na porcentagem, sendo que 28,9% dos alunos relataram que faltaram e 24,9% das alunas. Do total, 21,4% dos alunos de escola pública relataram faltar sem autorização na última pesquisa, enquanto 10,8% dos alunos de escolas privadas relataram fazer o mesmo.
 
Outro aspecto abordado pela pesquisa foi o índice de bullying no Estado. Entre os entrevistados, 24,2% dos alunos disseram que já foram intimidados por colegas. Esta porcentagem ficou como a 5º maior nacionalmente.
 
Sobre o conhecimento dos pais em relação ao tempo livre dos alunos, 85,4% disseram que os responsáveis sabem o que fazem neste período.
 
 
 
 




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • academia374
  • Nelson Dias12
PUBLICIDADE