PUBLICIDADE

Intempéries climáticas levam safra de milho ao pior resultado da série histórica


PUBLICIDADE

07/07/2021 10h12

Intempéries climáticas levam safra de milho ao pior resultado da série histórica

Mato Grosso do Sul projeta colher 6,28 milhões de toneladas, 40,8% a menos do que no ciclo anterior

Súzan Benites


 Escassez de chuvas no início do plantio e queda de granizo e geada durante o desenvolvimento levaram a estimativa da produção do milho safrinha ao pior resultado da série histórica em Mato Grosso do Sul. 

 
Dados do Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio (Siga MS) apontam que a projeção para 2020/2021 foi revisada para 6,28 milhões de toneladas. 
 
A menor colheita registrada desde o ciclo 2013/2014, quando as lavouras começaram a ser monitoradas.
 
A queda é de 40,8% em relação ao ciclo anterior, quando a safrinha atingiu 10,61 milhões de toneladas. No comparativo com a safra 2018/2019 a redução chega a 93,63%, quando o Estado atingiu recorde com a colheita de 12,16 milhões de toneladas de milho.